Startups aceleram a digitalização da beleza e cuidado no Brasil

Os consumidores de cosméticos estão se tornando mais exigente e buscam tecnologia para tornar a relação com a beleza e o cuidado mais fácil a acessível.

atualizado 19/04/2021 15:19

O Brasil é o quarto maior mercado de higiene e beleza do mundo, segundo dados da Euromonitor International. E no último ano, o aumento no consumo impulsionado principalmente pelo segmento de cuidados com a pele, mostrou uma explosão de novos negócios e o crescimento das marcas consolidados no mercado nacional. O país hoje representa metade do setor de cosméticos na América Latina e mesmo durante a crise do coronavírus, os resultados de vendas da categoria foram positivos em 2020.

Uma pesquisa da Nielsen, mostrou que os consumidores de cosméticos estão se tornando mais exigente. Exemplo disso são os produtos cruelty free (produzidos sem testes em animais) e com ingredientes naturais, que apresentam um ritmo de crescimento acima dos produtos tradicionais. A relação com o cuidado também mudou. Bem-estar, saúde e qualidade de vida ganharam maior prioridade diante da aparência externa.

Além disso, há um fenômeno interessante acontecendo nas redes sociais, que é a formação de comunidade relevante para o mercado de beleza, pautadas principalmente pela isenção de opinião e o uso de novos canais para trocas entre consumidores. Não é à toa que as gigantes da beleza de todo o mundo estão correndo para se tornarem beauty techs — empresas de base tecnológica voltadas para esse setor. O processo tem a ver com o protagonismo que a tecnologia e a inovação ganharam entre os consumidores brasileiros.

Por outro lado, a digitalização e a maior atenção aos cosméticos e o aumento nas buscas verificadas na plataforma de tendências do Google, ainda mostram muitas dúvidas básicas sobre o que usar, quando usar e como usar. E muitas vezes, as respostas são mascaradas por opiniões ou anúncios, dificultando o consumidor entender o aspecto funcional do que está consumindo. Nesse ponto, a tecnologia traz diversos possibilidades. Aplicativos que avaliam a pele são um deles.

Foi pensando nesse contexto que o aplicativo Beautly nasceu. O propósito do negócio é se tornar um lugar seguro para encontrar informações, comparar diversos aspectos funcionais e receber recomendações de produtos ou rotinas personalizadas de acordo com um perfil e histórico de cuidados de beleza. A startup funciona como um Buscapé dos cosméticos. Além de ser um agregador de produtos com mais de 10 mil produtos nacionais e importados em seu banco de dados, prometem oferecer recomendações inteligentes para as necessidades de cada pessoa utilizando a tecnologia para transformar o cuidado mais acessível.

Website: http://www.beautly.club

Últimas notícias