Franqueadoras baianas despontam na crise e projetam expansão pós-pandemia

Empresas redesenharam medidas para enfrentar os impactos provocados pelo coronavírus e seguem tendência de crescimento

atualizado 15/10/2020 10:00

Os segmentos de restaurantes, seguros e medicamentos na Bahia têm empresas representantes que conseguiram driblar a crise financeira provocada pelo novo coronavírus e manter a linha de crescimento, apesar dos graves impactos nas contas. Entre os cases baianos que despontam em negócios no cenário nacional estão as franquias do Grupo Sal e Brasa, da Touareg Seguros e de A Fórmula – Farmácia de Manipulação. As três empresas, inclusive, têm planejamentos arrojados de expansão de mercado para o período da pós-pandemia.

Com 27 anos de mercado, o Sal e Brasa, que tem foco em churrascaria, planejava recuperar até dezembro 70% do faturamento perdido ao longo da crise. No entanto, segundo Fernando Ribeiro, sócio-diretor da SB Franquias, em agosto a meta já havia sido alcançada, a partir de medidas implementadas em toda a rede. “Após a queda das restrições de funcionamento, voltamos forte ao mercado e todas as franquias aderiram a uma campanha junto aos clientes para impulsionar os negócios. Tivemos uma recuperação acima da esperada. Dessa forma, reprogramamos a recomposição de 100% para dezembro”, revela.

A SB Franquias tem nove restaurantes e 45 lojas fast food na região Nordeste, além de Belém, Brasília e São Paulo. O grupo precisou redesenhar o plano de expansão e estendeu o prazo para ter 100 estabelecimentos no país até 2023. “A nossa meta era chegar a 60 franquias este ano e a 100 em 2021. Mas, diante do cenário, fizemos este realinhamento”, diz Ribeiro. Ele conta, ainda, que durante a pandemia houve oito repasses de franquias. “Não fechamos portas. Franqueados de outras regiões se interessaram pelas lojas que estavam abertas e assumiram o comando”, ressalta.

A corretora Touareg Seguros reformulou a maneira de fechar negócios em todo o país. Nos quatro primeiros meses da pandemia, a rede de franquias saltou de 40 para mais de 70 unidades no Brasil, representando um crescimento real de 75%. As vendas cresceram 40% em diversos ramos de seguros.

Sócio da corretora, Luiz Villar Filho, explica que a tendência de crescimento decorre de uma série de estratégias incorporadas pela empresa para que as vendas continuassem durante a pandemia. “Além do home office, adotamos as plataformas de streamings. Nunca vendemos tanto pelo Zoom e por meio de reuniões virtuais. Conseguimos atrair os clientes pela internet e fechar negócios. No primeiro mês, ampliamos de 40 para 53 o número de franqueados, a partir da troca de experiências entre os profissionais e dos treinamentos realizados por colaboradores da empresa”, detalha Villar.

Villar analisa o posicionamento de empresas baianas no modelo franchising. “A Bahia está no plano de expansão de 100% das franqueadoras brasileiras. Não por acaso, o estado ocupa a posição em todo o Nordeste. As franqueadoras baianas estão quebrando o paradigma de a Bahia ser apenas um ponto de atração de franquias. Agora, passa a levar os negócios do estado para outros lugares”, destaca o sócio da Touareg Seguros.

Em um dos segmentos com maior expansão nos últimos anos, A Fórmula tem 84 unidades espalhadas pelo país. O diretor executivo da rede, Bruno Costa, algumas razões para o crescimento do setor. “A fácil adaptação das doses em relação aos medicamentos tradicionais é um dos motivos. Cerca de 60 milhões de receitas chegam, anualmente, às farmácias, gerando um faturamento de R$ 6 bilhões”.

O mercado de beleza e do bem-estar movimenta R$ 42 bi anuais. A Fórmula tem quatro selos de Excelência em Franchising ABF por quatro anos seguidos.

Website: http://www.touareg.com.br

Últimas notícias