Conteúdo especial

Programas sociais do GDF socorrem mais de 400 mil pessoas na pandemia

DF Sem Miséria, Bolsa Alimentação Escolar e Programa Renova DF estão entre os projetos que compõem a rede de proteção familiar no DF

atualizado 30/03/2021 13:24

O coronavírus mudou a vida ao redor do mundo. Apesar de ser um vírus que não escolhe as condições sociais, são as pessoas em situação de vulnerabilidade as mais afetadas, pois, com as medidas de restrições, empregos e necessidades básicas acabam sendo atingidas. Diante dessa realidade, o Governo do Distrito Federal (GDF) reforçou os programas sociais, criando a maior rede de proteção familiar já realizada no país. 

No período da pandemia, foram mais de 400 mil beneficiados com programas e auxílios financeiros, como DF Sem Miséria, Bolsa Alimentação Escolar e Programa Renova DF, por exemplo. Alguns deles já existiam e foram ampliados, enquanto outros acabaram sendo criados especificamente por conta da pandemia. 

O DF Sem Miséria, que é uma complementação para as famílias em extrema pobreza que recebem o Bolsa Família, assistiu 68 mil famílias com valores que podem variar de R$ 20 a R$ 960, conforme a composição e renda de cada família.

Já o Cartão Prato Cheio já socorreu mais de 35 mil famílias, com crédito mensal de R$ 250 aos que se encontram em situação de insegurança alimentar e nutricional. Com o saldo positivo, a iniciativa é considerada, hoje, um dos principais programas de proteção social do GDF.

Ainda para combater a fome e gerar renda, mais de 71 mil Cestas Verdes foram distribuídas em 2020. A ação garantiu alimentos saudáveis e de qualidade às famílias ao mesmo tempo em que assegurou a sobrevivência dos produtores locais e a criação de empregos no campo. Os 13 restaurantes comunitários, que no ano passado voltaram a oferecer refeições por apenas R$ 1, serviram 5,3 milhões de refeições em 2020. 

Somam-se ao rol de auxílios os cartões Alimentação Escolar e Alimentação Creche, que juntos beneficiaram quase 90 mil estudantes, cujas famílias fazem parte do Bolsa Família. O material escolar também já está garantido para estudantes de baixa renda da rede pública do DF. Serão 70 mil famílias atendidas na volta às aulas em 2021 por meio do Cartão Material Escolar.

0

De olho no preparo para o mercado de trabalho e o combate ao desemprego, o Programa Renova DF qualificou 3 mil pessoas por meio de cursos e atividades de conservação do patrimônio público. Todas essas ações, juntamente com a Renda Emergencial que beneficiou 6.471 pessoas no DF, formam uma rede de proteção aos cidadãos e minimizam os efeitos da pandemia. 

Os programas de distribuição de cestas básicas e cesta verde serão ampliados, com mais 8 mil beneficiários inclusos no programa Prato Cheio, totalizando 40 mil pessoas, segundo o governo local.  

Cuidados com a Covid-19

O GDF afirma continuar comprometido com o enfrentamento da pandemia, com ações na rede de saúde, compras de vacinas e ampliação de programas sociais. Segundo o executivo local, o momento pede a união de esforços tanto das autoridades, como da população para reduzir a taxa de transmissão do vírus e relaxar gradativamente as restrições.

Pelas redes sociais, o GDF presta contas à população e faz campanha para conscientização sobre os cuidados na pandemia. Por isso, lembre-se de fazer sua parte. Evite aglomerações, lave as mãos com frequência, use álcool gel e máscara.

A vacinação no DF para grupos de risco e profissionais da saúde segue em andamento no DF. O aumento na oferta de vacinas também está em pauta constante e anda em consonância com as ações do governo federal. O índice de imunização no DF é o terceiro melhor do país.