Casa Thomas Jefferson capacita escolas para oferecer programa bilíngue

Projeto orienta professores e fornece plataforma voltada ao aprendizado a fim de potencializar o ensino do idioma em colégios parceiros

Ter fluência na língua inglesa deixou de ser um diferencial e se tornou competência obrigatória para quem deseja uma vida profissional de sucesso. Porém, de acordo com levantamento realizado pela Associação Brasileira de Ensino Bilíngue (Abebi), apenas 3% das escolas particulares oferecem alguma modalidade de educação bilíngue.

Apenas 3% das escolas particulares possuem algum tipo de educação bilíngue

Pensando em atender com excelência a essa demanda, a Casa Thomas Jefferson lançou, em 2017, o Thomas Bilíngue for Schools, programa que leva o ensino da língua inglesa para as instituições de ensino por meio de acompanhamento e consultoria completa de escola para escola. Lueli Ceruti, gestora do programa, explica que a ideia é capacitar os professores a levarem métodos e didáticas condizentes com a educação bilíngue.

A maior expertise da Casa Thomas Jefferson é a capacitação de professores. Com o Thomas Bilíngue for Schools, preparamos os docentes das instituições para que ofereçam o melhor ensino possível para seus alunos

Lueli Ceruti, gestora do programa Thomas Bilíngue for Schools
Segundo a gestora Lueli Ceruti, o Thomas Bilíngue for Schools é um programa feito de escola para escola

A educação bilíngue segue orientação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). O documento salienta que a língua inglesa deve colaborar para desenvolver competências que vão além da leitura, interpretação e resolução de problemas. “A diferença é que, em vez de dar aula de inglês, o professor dá aula em inglês. Por isso, oferecemos uma consultoria que contempla treinamento, educação continuada, planos de aulas, feedbacks, entre outros serviços”, destaca Lueli.

O programa

O Thomas Bilíngue for Schools foca em conteúdos acadêmicos e propõe aulas integralmente em inglês para estudantes até o 9º ano. As escolas participantes do programa oferecem ao aluno a oportunidade de desenvolver a língua estrangeira ao mesmo tempo em que aprende disciplinas como Linguagem, Matemática, Ciências, Artes e Estudos Sociais. Eles ainda são estimulados a desenvolver pensamento crítico, criatividade e habilidades socioemocionais.

“Temos 56 anos de história, mas não paramos no tempo. Inovar a cada dia e sempre buscar o melhor para os alunos e professores são objetivos que nos nos estimulam. O programa capacita os professores a darem aula ainda melhores, permitindo que os alunos sejam preparados para o futuro, que cada dia mais exige a língua inglesa”, ressalta Lueli Ceruti.

No total, 18 escolas já adotaram o programa, sendo dez no DF e oito em três estados: Goiás, Minas Gerais e São Paulo. As instituições que aderem ao Thomas Bilíngue Schools têm à disposição os seguintes serviços:

  • Consultoria para contratação de professores;
  • Treinamento inicial para docentes, gestores e equipe de vendas;
  • Reunião com familiares de alunos;
  • Planos de aula prontos;
  • Entre 250 e 300 minutos, semanalmente, adicionados à grade curricular;
  • Instrumentos de avaliação;
  • Coaching dos professores;
  • Visitas periódicas;
  • Plataforma de comunidade virtual para professores;
  • Atividade extracurriculares;
  • Orientação para decoração da sala;
  • Aplicação de exames de Cambridge (opcional);
  • Acompanhamento constante de um coordenador;
  • Material didático impresso e digital, com recursos on-line para alunos e professores, livros digitais interativos e workbooks digitais;
  • Assessoria de marketing para ações publicitárias.
1/5
O programa Thomas Bilíngue for Schools já está presente em três estados e no DF
Há treinamento para todos os professores das instituições parceiras
Elaborados por professores da Casa Thomas Jefferson, os planos de aulas são para aplicação
Os alunos terão aulas criativas e inovadoras
As aulas são integralmente em inglês, de 250 a 300 minutos por semana

A proposta do programa bilíngue é manter a grade curricular em português, mas com o aditivo diário de aulas em inglês ministradas de acordo com os conteúdos acadêmicos. O programa também integra ao dia a dia do aluno tecnologias educacionais, passeios temáticos, oficinas de gastronomia, contação de histórias, projetos e atividades maker. A Casa Thomas Jefferson pretende expandir o Thomas Bilíngue Schools por escolas de todo o Brasil.

Com o programa Thomas Bilíngue for Schools, os professores das instituições terão todo apoio, além de consultoria para ministrarem as aulas da melhor forma possível

Casa Thomas Jefferson

Fundada em 1963 e com credibilidade internacional, a Casa Thomas Jefferson é um Centro Binacional, sem fins lucrativos, que tem como principal objetivo promover aproximação e intercâmbio cultural entre o Brasil e os Estados Unidos.

1/5
Fundada em 1963, a Casa Thomas Jefferson é um Centro Binacional, sem fins lucrativos
A instituição tem como objetivo aproximar culturalmente o Brasil e os EUA
O investimento é feito em infraestrutura e capacitação dos profissionais
A Casa Thomas Jefferson está presente no DF e em três estados: GO, SP e MG
Além de uma ampla rede de parcerias em todo país

Ao longo desses 56 anos de história, a marca já formou mais de 500 mil alunos. Atualmente, a instituição conta com 250 professores e 15 mil alunos nas unidades presentes no DF e em três estados, além de uma ampla rede de parcerias com empresas, governos e escolas públicas e privadas espalhados pelo país.

A Casa Thomas Jefferson é referência no ensino de língua inglesa

Casa Thomas Jefferson Brasília
www.thomas.org.br
SEPS 706/906 – Conjunto B 
Telefone: (61) 3442-5501
E-mail: ctjonline@thomas.org.br
Facebook: @CasaThomasJefferson
Instagram: @ctjonline