*
 

Além da garantia de bons salários e estabilidade profissional, os concursos públicos para carreiras fiscais possuem outra coisa em comum: os conteúdos cobrados nos editais são muito semelhantes. Segundo Gabriel Henrique, coach de carreira e professor da Central de Concursos, se você estudar para um desses exames, já terá aprendido 80% do conteúdo de qualquer outro certame da mesma área.

“Muitas matérias se repetem. Veja pelas últimas provas da Receita Federal e da Secretaria Municipal da Fazenda de São Paulo [fiscal do ISS]: ambas cobraram direito constitucional, administrativo e tributário, contabilidade geral e avançada, administração pública, auditoria, língua portuguesa, matemática e raciocínio lógico”, afirma Gabriel.

Oportunidades em 2018
A Receita Federal já anunciou que deve realizar um concurso emergencial no segundo semestre deste ano. Serão 700 vagas para auditores-fiscais e 1.453 para analistas-tributários, carreiras que exigem nível superior e garantem remunerações iniciais de R$ 20.123 e R$ 11.639, respectivamente.

No caso do concurso para auditor fiscal do ISS-SP, a Prefeitura de São Paulo já protocolou o pedido para uma nova seleção com 100 vagas. A remuneração pode chegar a R$ 16.273,72, e os candidatos precisam ter curso superior em qualquer área.

Outra oportunidade na área fiscal é o concurso para técnico da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo (Sefaz-SP). A carreira exige nível médio e a remuneração varia de R$ 2.039,15 a R$ 2.974,30. A expectativa é que 849 vagas sejam ofertadas ainda em 2018. (Com informações da Central de Concursos)