Entediado(a)? Confira sete opções de sex toys para a quarentena

Ao redor do mundo, os números de vendas do mercado erótico têm crescido em meio ao isolamento. Que tal aderir?

A Pouca Vergonha explicou, há pouco dias, como usar o tempo da atual quarentena para a prática da masturbação pode ser benéfica para as mulheres (e para os homens também, vale lembrar). E, ao que tudo indica, as pessoas têm tido a mesma opinião mundo afora.

De acordo com um levantamento feito e divulgado pelo jornal Le Parisien, as vendas de brinquedos eróticos deu um salto significativo desde que explodiu o coronavírus. Algumas empresas, inclusive, chegaram a usar o isolamento como marketing para vender mais produtos e converter clientes.

Ainda que seja por conta de um cenário nada favorável ou ideal, ver que alguns setores não foram afetados negativamente e continuam fazendo a “roda econômica” girar chega a ser um alívio, já que tantas outras empresas têm sido prejudicadas.

Ainda segundo o veículo francês, a empresa que mais apresentou crescimento foi a Womanizer – na França, as vendas superaram em 40% o que era esperado para 2020. E, coincidência ou não, os maiores números foram nos países com o pior cenário diante a pandemia, como Hong Kong (aumento de 71%) e Itália (aumento de 60%). O aumento global foi de 50%.

São várias as opções de sex toys para se divertir, que atendem todos os gostos, gêneros e orientações. Ainda em dúvida de qual comprar (pela Internet, hein. Fique em casa!)? Confira algumas ideias de companhia para o período de isolamento:

1/10
Ou a sós
Sugador clitoriano Satisfyer Pro2 - Sex Shop Amor de Luxo - R$599
Pênis Cyber sem vibro Sexy Fantasy - Love Sick Sex Shop - R$129,90
Plug Anal Slim de metal com pingente - Butique Bella - R$25,79
Mini vibrador Power Bullet - Miess Sex Shop - R$18,08
Masturbador masculino Flash Light - Shop Libido - R$66
O beijo grego é uma prática polêmica por conta dos tabus que giram em torno do prazer anal