Deixe os tabus do lado de fora e pode entrar. Tudo sobre sexo, para você gozar a vida.

Bola dentro: entenda mais sobre o orgasmo dos testículos

Urologista explica sobre a sensibilidade e potencial de prazer da área, que precisa de cuidados específicos durante a estimulação

atualizado 01/06/2021 14:49

Orgasmo dos testículosFoto: Larry Washburn/Getty Images

Apesar do comportamento sexual e a busca pelo orgasmo tenderem a não sair do eixo “pênis-vagina” quando se trata do imaginário da maioria das pessoas, o corpo inteiro é erógeno. Ou seja, é possível chegar ao clímax do prazer estimulando áreas menos óbvias.

O testículo é uma delas. Ainda que faça parte da genitália masculina, muita gente costuma deixar essa área de lado quando o assunto é prazer. Mas, de acordo com o urologista e especialista em medicina sexual do Sexo Sem Dúvida, Dr. Jovânio Fernandes da Rosa, as famosas “bolas” têm bastante potencial sexual.

A bolsa testicular, que contém os testículos, é uma região de pele muito enervada e com uma sensibilidade muito maior do que outras partes do corpo. Inclusive, muitos homens que não têm mais ereções completas e não conseguem ter penetração conseguem chegar ao orgasmo com esse tipo de estímulo”, explica.

Contudo, o especialista lembra que a maior parte dos homens não está condicionada a ter este tipo de prazer por conta do costume de associar o orgasmo ao pênis. “Desde adolescentes os homens já aprendem a estimular diretamente o pênis”, diz.

Por fim, o médico deixa o alerta: o estímulo é válido, mas por se tratar de uma área de grande sensibilidade é recomendável ter certos cuidados durante a brincadeira. “É preciso evitar estímulos mais vigorosos, com muita força, por questões de trauma. Pode incomodar em vez de dar prazer”, finaliza.

Últimas notícias