metropoles.com

E-commerces apoiam projeto social no sertão do país

Com a ajuda de grandes marcas, instituição Amigos do Bem alcança uma taxa de crescimento de 50% ao mês

atualizado

Compartilhar notícia

Divulgação/Amigos do Bem
Amigos do Bem
1 de 1 Amigos do Bem - Foto: Divulgação/Amigos do Bem

Amazon, Carrefour, Extra, Grupo Ri Happy, Magalu, Pão de Açúcar, Mercado Livre e Tatix Full Commerce estão entre os e-commerces que se uniram para oferecer espaços gratuitos, nos respectivos marketplaces, para a Amigos do Bem. A instituição promove a inclusão social de cerca de 75 mil pessoas, todos os meses, em 140 povoados no sertão de Alagoas, Pernambuco e Ceará.

Essas marcas retiraram os custos das plataformas, que, normalmente, variam de 10% a 15% do que é vendido. Além disso, a Amazon, por exemplo, optou por comprar produtos da instituição para revender com frete grátis – sem valor mínimo – para clientes membros do programa Amazon Prime.

Com o auxílio dessas empresas, o e-commerce da Amigos do Bem já alcança uma taxa de crescimento de 50% ao mês. “Nossa expectativa é abrir uma terceira indústria para atender as demandas da venda on-line e gerar ainda mais trabalho e renda no sertão”, afirma Fernando Sanches, diretor de geração de recursos da Amigos do Bem. Hoje estão em operação duas fábricas de castanhas que atendem os pedidos do e-commerce, das redes de supermercado e de empresas que compram kits corporativos.

O e-commerce tem sido um canal altamente demandado pelos consumidores e, aliado a esse crescimento, está a demanda por produtos sustentáveis. O estudo “Tendências de consumo online de impacto positivo na América Latina”, conduzido pelo Mercado Livre, apontou que, entre abril de 2020 e março de 2021, 3 milhões de usuários em toda a América Latina compraram produtos na categoria de Produtos Sustentáveis da plataforma – só no Brasil, foram 1,6 milhão de consumidores.

Ao Metrópoles, Laura Motta, gerente de sustentabilidade do Mercado Livre, afirmou que a cultura da marca é movida pelo espírito de inovação e pelo impulso de transformar. “Estamos presentes no dia a dia de milhares de pessoas, dentro e fora do Brasil. Esse poder de mobilização, somado à relação de confiança que temos com os nossos usuários, permite que milhares de pessoas se conectem e apoiem causas relevantes de maneira simples e segura, por meio da tecnologia”.

Já para Pamella Loretti, coordenadora de sustentabilidade do Magalu, conectar a empresa aos valores sociais está no DNA da gigante varejista. “Atuamos juntos desde a participação da Luiza Helena como conselheira do projeto até com a doação de equipamentos hospitalares para os hospitais do sertão e cestas básicas para famílias atendidas pela instituição. Além do DNA, lançamos juntos uma loja da Amigos do Bem no nosso mundo social, o que só fortalece ainda mais a nossa parceria”, explica.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?