Marcas, ideias e pessoas que impactam no mundo da comunicação

As soft skills necessárias para o retorno ao escritório

Mariana Achutti, fundadora e CEO da SPUTNiK, apresenta 10 habilidades do futuro para líderes e organizações

atualizado 24/09/2021 12:15

Como a internet pode ser um recurso valioso quando os encontros são limitados?Babuska fotografia

O modelo híbrido chegou para ser uma luz no fim do túnel de quem está com medo do retorno ao escritório e saber quais habilidades do futuro vão te ajudar neste momento é primordial.

Também chamadas de soft skills, essas habilidades estão diretamente relacionadas às competências comportamentais e incluem fatores como inteligência emocional e autogestão.

Para entender melhor esse cenário, basta lembrar do começo do home office.

Durante o período de adaptação, as barreiras entre o público e o privado foram desfeitas. Nossos colegas de trabalho abriram as “portas” de suas casas e compartilharam momentos de intimidade – às vezes não tão intencionais – com seus filhos, pets e demais familiares.

Lembrar desse período vai ajudar líderes e organizações a identificarem quais habilidades do futuro devem ser priorizadas no trabalho híbrido, como a escuta ativa e a flexibilidade.

Transformando dores em caminhos

A pandemia nos colocou num lugar de dor: distância de pessoas queridas, impotência frente a algo desconhecido, medo de não dar conta do trabalho e outras situações inesperadas.

As habilidades do futuro aparecem então como uma necessidade urgente para as lideranças que estão lidando com seres vulneráveis e precisam viver encontros e trocas humanas.

Além disso, as soft skills não têm nada de inatas. Elas podem ser desenvolvidas e, mais do que isso, ensinadas e estimuladas pelo ambiente de trabalho híbrido, acolhedor e colaborativo.

Podemos citar várias delas, mas as eleitas como top 10 skills para 2025 pedem atenção especial:

  1. Pensamento analítico e inovador.
  2. Aprendizagem ativa.
  3. Resolução de problemas complexos.
  4. Pensamento crítico e analítico.
  5. Criatividade e iniciativa.
  6. Liderança e influência social.
  7. Uso inteligente da tecnologia.
  8. Programação e design tecnológico.
  9. Resiliência, tolerância ao estresse e flexibilidade.
  10. Racionalização e ideação.

A pandemia despertou em nós um novo olhar para nós mesmos, para o outro e para as empresas para as quais trabalhamos.

Colaboradores ao redor do mundo estão repensando seus empregos, e muito disso pode ser porque o espaço ao diálogo não existe. Nesse sentido, a capacidade de ouvir o outro será uma das habilidades do futuro mais importantes nesse retorno, uma vez que os profissionais querem se sentir valorizados.

Mais do que medidas sanitárias e adaptações, as empresas precisam entender o que cada colaborador está sentindo sobre esse retorno, seus medos, angústias e expectativas. E isso tem tudo a ver com as habilidades de escuta, de empatia, colaboração e a capacidade de trazer todo mundo para mais perto no modelo híbrido. Mostrando, principalmente para as lideranças, a importância de resgatar as emoções nesse convívio com o outro.

Na SPUTNiK, criamos o HÍBRIDO, nossa jornada educacional que olha não só para as soft skills necessárias nesse novo desafio, como também aborda quais ferramentas vão nos ajudar no retorno ao escritório, baseado em grandes empresas como a Microsoft.

Mariana Achutti, fundadora e CEO da SPUTNiK, é empreendedora e vem ajudando a provocar mudanças no universo corporativo por meio de uma educação criativa e disruptiva em empresas como Google, Facebook, Globo, Boticário, Ambev, entre outras. 

Últimas notícias