“Escolheram pessoas problemáticas”, diz Nego Di sobre seleção do BBB21

Nego Di afirmou acreditar que a Globo fez uma escolha deliberada de pessoas sem capacidade para falar de militância

Nego Di decidiu não ter mais papas na língua para falar da Rede Globo desde que foi eliminado do BBB21. Para ele, a emissora escolheu pessoas que não tem capacidade para falar sobre a militância do movimento negro propositalmente. “A minha visão sobre o que está acontecendo ali dentro é exatamente o que eles querem que as pessoas pensem. Que essa militância é exagerada”, afirmou ele.

Eles escolheram pessoas não aptas a fazer esse tipo de militância. Eu sou preto, sofro racismo todo dia, mas eu creio que existem pessoas muito mais capacitadas do que eu para falar sobre o assunto. Não tem como saber precisamente se foi para sacanear o movimento. Mas se fosse pra fortalecer, eles iam pegar pensadores e militantes que realmente agregam”, disse Nego Di, em entrevista ao programa Pânico, da Jovem Pan.

1/8
Reprodução
Ele foi o terceiro eliminado do BBB21
Karol Conká, Nego Di, Lumena Aleluia
TV Globo/Reprodução
Ele é de Porto Alegre
No início do programa, o humorista havia dito que era um "machista em desconstrução"
TV Globo/Reprodução
Reprodução/TV Globo

Para o humorista, Karol Conká exagerou ao tentar tombar todo mundo para repetir o sucesso de Jojo Todynho. “Eles pegaram pessoas problemáticas. Eu sou problemático e sei que as pessoas que estão lá são problemáticas. O problema da Karol é que ela quis lacrar demais, ela quis ser uma Jojo Todynho, só que não teve carisma. Quis ser a Mamacita e perdeu a mão. A Karol só era bem vista por quem não conhecia ela aqui fora”.

Segundo Nego Di, o público não deve entender que os participantes que estão debatendo militância antirracista no BBB21 são o exemplo do movimento. “Tem vários militantes que realmente sabem da causa. É perigoso a gente dizer que essas pessoas lá dentro estão representando alguma coisa porque tem gente séria no movimento. A minha maior preocupação é a banalização”.