Os bastidores das notícias, e os principais personagens, que movimentam a política do Distrito Federal

Vídeo. Polarização afastou artistas de causas sociais, diz Tico Santta Cruz

“O bolsonarismo transformou tudo que não é destruição em comunismo”, afirmou o vocalista do Detonautas em entrevista ao Metrópoles

atualizado 23/09/2021 19:01

sp manifestacao mblFábio Vieira/Metrópoles

Em entrevista ao Metrópoles, o músico Tico Santta Cruz, vocalista da banda Detonautas Roque Clube, afirmou que o acirramento do debate político no país afastou artistas de causas sociais. O roqueiro apontou a ausência de engajamento de celebridades na mobilização contra a tese do marco temporal para a demarcação de terras indígenas, em discussão o Supremo Tribunal Federal (STF).

“Todo mundo achava legal defender a natureza, defender as causas indígenas. Não tinha briga, não tinha confusão, não tinha conflito. Mas o bolsonarismo transformou tudo o que não é destruição em comunismo”, disse (confira a partir de 24’08”).

Na avaliação do músico, com a polarização artistas passaram a temer a repercussão de possíveis manifestações sobre o assunto. “Você não vê mais os artistas lá apoiando, se posicionando. Porque os artistas não querem, de maneira nenhuma, causar qualquer tipo de constrangimento ao seu público”, argumentou.

Alvo de críticas por ter comparecido aos atos convocados pelo Movimento Brasil Livre (MBL) em 12 de setembro, o músico defendeu a aliança de diversos setores político-ideológicos contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). “Só de sinalizar para sociedade, para o Congresso e para o próprio Bolsonaro, que há um foco de resistência, eu acho qué  importante”, afirmou (13’).

Durante a entrevista, Tico Santta Cruz elogiou os trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 no Senado. “A CPI produziu uma série de comprovações a respeito de assuntos muito graves da pandemia. Eu não posso imaginar, eu não posso aceitar que essa CPI não dê algum resultado”, cobrou.

Com histórico de apoios e críticas às gestões petistas, o músico já manifestou apoio à pré-candidatura de Ciro Gomes (PDT) ao Planalto  nas eleições de 2022. O artista, no entanto, condenou ataques ao ex-presidente Lula (PT). “O Lula não é um santo, é um ser humano”, afirmou. “As críticas precisam ser feitas com cuidado, a gente precisa ter bastante embasamento no que a gente vai apontar”, disse.

Confira:

Últimas notícias