Os bastidores das notícias, e os principais personagens, que movimentam a política do Distrito Federal

Plataforma de consulta gratuita amplia atendimento de Covid-19 a indígenas

Parceria com a Unifesp permite que aldeias espalhadas pelo Brasil sejam acompanhadas em telemedicina por especialistas voluntários

atualizado 18/06/2020 19:01

Mariana Raphael/Saúde-DF

Uma plataforma virtual criada para atender on-line pacientes com sintomas de Covid-19 ampliou a capacidade médica e direcionou consultas gratuitas para indígenas. Em articulação com a equipe de saúde indígena da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), o projeto Missão Covid terá um braço dedicado especialmente para a população indígena que necessitar de atendimento médico para quadros de Covid-19.

A consulta será realizada por ligações de vídeo e áudio pelo WhatsApp e, no caso das aldeias, será acompanhada por agentes de saúde locais, quando necessário. Inicialmente, o atendimento será disponibilizado para as aldeias Guarani do Rio e de São Paulo, Pataxó da Bahia e Fulni-ô de Pernambuco, além de indígenas que moram em contexto urbano em todo o país, cerca de 500 mil pessoas.

O acesso, por meio da internet e da plataforma Missão Covid, só se tornou possível em parceria com as principais organizações e associações indígenas do Brasil.

Segundo o último levantamento realizado pelo Comitê Nacional pela Vida e Memória Indígena, do dia 7 de junho, atualmente, são 2.523 indígenas infectados, 93 povos atingidos e 240 mortes por Covid-19.

0
Projeto

Em atividade desde o dia 23 de março, a plataforma sem fins lucrativos conta com mais de 1,2 mil médicos cadastrados e 130 mil pacientes, entre já atendidos e agendados, inclusive brasileiros no exterior.

Até o momento, 15% dos pacientes atendidos foram encaminhados para unidades de saúde. Desses, 55% tinham a hipótese de diagnóstico para Covid-19.

“Obviamente, se o paciente apresentar sinais e sintomas que indiquem avaliação médica presencial, ele será orientado a ir ao hospital”, explica o médico Leandro Rubio.

Também criadores do Médico do Futuro, os especialistas Leandro Rubio e Raphael Brandão se uniram a Cristiano Kanashiro e outros parceiros para trabalhar a todo vapor com o objetivo de dar conta da enorme demanda de pacientes que estão à procura de atendimento.

Para Leandro, nesses momentos de crise é que a colaboração e a humanização fazem toda a diferença. “Nós queremos, e vamos entregar, assistência e impactar a saúde do nosso país neste momento tão importante, inclusive para os povos indígenas”, afirmou.

Últimas notícias