Os bastidores das notícias, e os principais personagens, que movimentam a política do Distrito Federal

ONG faz vaquinha para manter alimentação de crianças com HIV no DF

Campanha tenta arrecadar recursos para compra de cestas básicas para 300 famílias assistidas e em situação de vulnerabilidade social

atualizado 17/03/2021 19:51

Rafaela Felicciano/Metrópoles

O presidente da ONG brasiliense Amigos da VidaChristiano Ramos, decidiu nesta quarta-feira (17/03) iniciar uma vaquinha virtual com o objetivo de manter a alimentação de famílias com crianças que convivem com HIV/Aids, além de integrantes da comunidade LGBTQI+ em situação de vulnerabilidade no Distrito Federal.

A campanha foi batizada de Amigo não passa fome e foi criada após as doações terem reduzido consideravelmente após as novas medidas restritivas adotadas na capital da República. De acordo com Christiano Ramos, 300 famílias dependem exclusivamente dessas cestas básicas entregues mensalmente pelos voluntários.

“Essa é a primeira campanha de vaquinha virtual para não interromper o trabalho de doação dos assistidos da ONG impactados pela Covid-19. A gente tenta atender ao longo dos meses as mesmas famílias para haver uma continuidade”, disse.

Veja o vídeo:

Embaixada

Recentemente, a ONG conseguiu a doação de 100 cestas básicas pela Embaixada da Suíça para serem entregues ao Distrito Drag,  coletivo criado em outubro de 2017 que, dentre outras funções, garante suporte a pessoas LGBTQI+ em situação de vulnerabilidade.

“Desde que a pandemia começou, já doamos cerca de 12 toneladas de alimentos para as famílias assistidas pela ONG. No início, conseguíamos comprar uma cesta em torno de R$ 70. Agora, a cesta mais simples é R$ 95. Tudo subiu muito, principalmente por essa crescente procura por uma cesta básica”, completou.

Segundo ele, o total arrecadado e convertido em alimentos foi de R$ 250 mil desde março do ano passado.

 

Mais lidas
Últimas notícias