Os bastidores das notícias, e os principais personagens, que movimentam a política do Distrito Federal

Filho de Jango descarta aliança com Rollemberg: “Não há clima algum”

Presidente regional e pré-candidato ao Palácio do Planalto pelo PPL, João Goulart Filho costura coligação com "coloração ideológica"

atualizado 21/06/2018 7:18

Reprodução / Youtube

Pré-candidato ao Palácio do Planalto, o presidente regional do PPL, João Goulart Filho, descartou nessa quarta-feira (20/6) levar o apoio da legenda ao governador Rodrigo Rollemberg (PSB). O comando local do PSB tem contado com o partido na possível aliança que tentará reeleger o chefe do Executivo distrital.

Ao adiantar seu posicionamento, João Goulart Filho quer evitar que o PPL seja alvo de especulações sobre possíveis apoios às pré-candidaturas já postas no tabuleiro eleitoral. “O nosso tempo está se esgotando. Contudo, sem dúvida, posso garantir que não há clima para apoiar Rollemberg e também não seguiremos com [Jofran] Frejat”, afirmou o presidente da legenda à coluna Janela Indiscreta.

Segundo Goulart, a ideia inicial do partido era se coligar a siglas com afinidade ideológica. Ele referia-se à intenção de o PDT, PCdoB, PSol e Rede caminharem juntos numa possível aliança majoritária. Com as indefinições provocadas pelo presidente da Câmara Legislativa, Joe Valle (PDT), que tenta se unir ao grupo do pré-candidato ao Buriti Jofran Frejat (PR), João Goulart Filho desistiu da investida.

“Não há nenhum tipo de possibilidade de estarmos com o PDT após o Luppi [presidente nacional da sigla] liberar o partido para apoiar a chapa encabeçada por Frejat. Não falo no campo pessoal, porque não temos nada contra ele [Frejat]. Mas não conseguimos seguir de mãos dadas com aqueles apoiadores que estão no projeto”, explicou.

Com esse cenário, Jango Filho reabriu o diálogo com outras siglas aliadas, em especial com o PSol e PCdoB, com vistas ao Palácio do Buriti. “Vamos tentar compor uma aliança com uma coloração ideológica. Brasília merece isso”, completa. O cacique local não descarta conversas para atrair a Rede ao projeto majoritário.

Últimas notícias