Os bastidores das notícias, e os principais personagens, que movimentam a política do Distrito Federal

Em Porto Alegre, Arthur Lira se reúne com Eduardo Leite e ganha apoiadores

Candidato à presidência da Câmara dos Deputados visitou estado tradicionalmente liderado pelo PT e MDB, ambos aliados de Baleia Rossi

atualizado 18/01/2021 21:17

Reprodução/Agência Câmara

Candidato à presidência da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) conseguiu reunir, nesta segunda-feira (18/1), a metade da bancada federal do Rio Grande do Sul (RS). Articulados também pelo governador gaúcho, Eduardo Leite (PSDB), os encontros foram divididos em almoço, no Palácio do Piratini – sede do Executivo estadual –  e na Assembleia Legislativa do estado.

Além da presença de dois deputados do PSDB, ligados ao governador, Lira contou também com a participação do deputado Nereu Crispim, da ala bivarista do PSL, antiga agremiação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Reduto conhecido pela polarização entre o Movimento Democrático Brasileiro (MDB) e o Partido dos Trabalhadores (PT), o Rio Grande do Sul é um dos entes federativos considerado como dos mais complexos para a adesão à campanha de Lira. É que ambas as legendas caminham juntas pela candidatura de Baleia Rossi (MDB), principal adversário do progressista à presidência da Câmara dos Deputados.

Dentro do PSDB, o desconforto pode ser calculado. É que, na última sexta-feira (15/1), o governador de São Paulo e um dos principais nomes tucanos do país, João Doria, anunciou publicamente o apoio ao nome do emedebista.

0
Apoios

Nesta segunda, o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) decidiu seguir a campanha pela vitória de Arthur Lira.  A sigla possui 11 deputados e, apesar do apoio, está dividido, como os demais.

O bloco de Lira contabiliza o apoio de PP, PL, PSD, Republicanos, Pros, Patriota, PSC, PTB e Avante – 196 parlamentares. O Podemos, com 10 parlamentares, também deve seguir com o candidato do Planalto, totalizando 206 deputados.

Últimas notícias