Os bastidores das notícias, e os principais personagens, que movimentam a política do Distrito Federal

Apoiado por Bolsonaro em 2018, general Paulo Chagas defende 3ª via

Militar da reserva foi candidato ao governo do DF nas últimas eleições e tem subido o tom crítico contra o atual presidente da República

atualizado 15/04/2021 20:39

Hugo Barreto/Metrópoles

O general Paulo Chagas usou as redes sociais, nesta quinta-feira (15/4), para defender uma possível terceira via nas eleições do ano que vem. O militar da reserva foi o nome de Jair Bolsonaro (sem partido) para a disputa ao Governo do Distrito Federal (GDF), nas eleições de 2018, quando acabou derrotado ainda no primeiro turno.

“O que temos chamado de terceira via é uma convergência patriótica cujo comprometimento é exclusivamente dirigido à nação e que acredita que a solução dos problemas nacionais depende de o Brasil ser colocado, definitivamente, acima de tudo, seguindo um projeto de país atemporal e orientado para as suas necessidades, vocações e anseios permanentes!”, escreveu ele na conta pessoal no Facebook.

Na mesma publicação, o general afirma que a alternativa fora da polarização seria liberal, conservadora e proativa e que, diante das circunstâncias, “não se comporta apenas como parte do cenário, mas manifesta-se, critica aliados e adversários, tem opiniões, assume-se como povo e não abre mão do seu poder”.

“A terceira via é a reunião das pessoas que sabem o que querem e o que tem que ser feito pelo e para o Brasil e que reconhecem as atitudes, as medidas e as posturas que podem e devem ser evitadas. São pessoas que têm por princípio só se contentar com o melhor, dentro do possível, porque sabem que a mediocridade do bom sempre pode ser substituída pelo ótimo!”, continuou.

Segundo Paulo Chagas, a terceira via “não aceita resultados ordinários, vulgares e rasteiros, nem tampouco as falácias e os métodos utilizados por ‘falsos profetas’, presunçosos e arrogantes, falsários de um autoritarismo impositivo disfarçado de democracia”.

“A terceira via é, portanto, uma proposta em busca de representantes a altura da maturidade atingida, depois de 521 anos do Descobrimento, não sem erros e provações, pelo magnífico povo brasileiro. Ela é a busca por líderes dispostos a doarem-se à Pátria, dignos dos incontáveis motivos que o povo tem para ter orgulho de ser filho de Pindorama, a abençoada Terra de Santa Cruz!”, frisou.

Veja a publicação:

Desabafo

O general da reserva Paulo Chagas tem recorrido às redes sociais para elevar o tom contra o titular do Palácio do Planalto. No último domingo (11/4), militar da reserva fez um desabafo sobre os bolsonaristas mais radicais que criticam seus posicionamentos contrários ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“Muita gente se tem colocado contra a forma como penso, ajo e sempre agi e, de maneira grosseira, mal educada e demonstrando pouco ou nenhum conhecimento a meu respeito, me têm, em vão, achincalhado e ofendido”, iniciou. “Respeito, mas lamento este comportamento. Ele demonstra o quanto ainda temos que amadurecer como cidadãos e o quanto é importante para mim a coerência e a lealdade aos princípios e valores que me fizeram um inarredável Soldado da Pátria!”, escreveu.

Últimas notícias