Os bastidores das notícias, e os principais personagens, que movimentam a política do Distrito Federal

Academias dentro de clubes esportivos podem funcionar, diz GDF

Contudo, reforça o Buriti, todas as atividades coletivas continuam suspensas a partir da próxima segunda (8/3), incluindo áreas de lazer

atualizado 06/03/2021 14:12

abertura das academias do DF durante a pandemia coronavirusRafaela Felicciano/Metrópoles

As academias de ginástica instaladas dentro de clubes esportivos podem retomar as atividades a partir da próxima segunda-feira (8/3) no Distrito Federal, desde que mantenham suspensas as aulas coletivas. A informação foi dada ao Metrópoles, neste sábado (6/3), pelo Palácio do Buriti, sede do governo local.

O esclarecimento ocorre após frequentadores questionarem sobre o acesso aos estabelecimentos, visto que os clubes ainda não foram liberados para o funcionamento.

“Conforme a publicação no Diário Oficial (DODF), só poderão funcionar as academias e respeitando rigorosamente os critério para as atividades coletivas”, frisou o GDF.

Portanto, embora o espaço de musculação e de atividades isoladas passe a ter o funcionamento permitido, mas aulas com turmas organizadas, como futebol, basquete e demais esportes de grupos ainda permanecem proibidas.

Na sexta-feira (5/3), o governador Ibaneis Rocha (MDB) publicou novo decreto no qual autoriza as academias de ginástica a retomarem as atividades a partir da próxima segunda-feira (8/3). As aulas presenciais nas escolas particulares do Distrito Federal também ficam liberadas.

Devem permanecer suspensas as atividades consideradas não essenciais e que não foram excluídas do lockdown, como shoppings, bares e restaurantes.

Confira, na íntegra, o decreto que flexibiliza o lockdown:

DODF 18 05-03-2021 Edicao Extra A by Metropoles on Scribd

Covid-19

O governador Ibaneis Rocha (MDB) afirmou neste sábado que o Distrito Federal está entre os estados com maior taxa de infecção do novo coronavírus. A declaração foi publicada no Twitter do chefe do Executivo local.

“O DF tem hoje uma das maiores taxas de contágio do Brasil. Isso mostra que o vírus está circulando muito entre nós, o que praticamente nos obriga a evitar aglomerações, além do uso da máscara e do álcool gel. Cada um precisa fazer sua parte para deter esse avanço”, escreveu o emedebista em conta pessoal do microblog.

Ainda segundo o titular do Palácio do Buriti, na última sexta-feira (5/3), foram abertos 14 novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no DF.

“São 4 no Hospital de Campanha da Polícia Militar e 10 no hospital de campanha de Ceilândia. Vamos continuar este trabalho, mas é importante que cada um se preserve, evitando aglomerações”, informou.

O chefe do Executivo local comentou sobre a decisão de retomar as atividades de escolas particulares e de academias de esporte, sem aulas coletivas.

“Ainda estamos em situação crítica, apesar da instalação de 102 novos leitos de UTI nesta semana. Semana que vem teremos mais 119. Ninguém pode relaxar, a doença é traiçoeira e pode matar”, frisou.

Últimas notícias