Contra voto impresso, Barroso busca caciques do Centrão e da oposição

Só nas últimas duas semanas, presidente do TSE conversou com presidentes e lideranças de mais de 10 partidos

atualizado 11/06/2021 17:10

coletiva de imprensa e epuracao dos votos no TSE com o ministro Luiz Roberto Barroso 7Igo Estrela/Metrópoles

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, tem buscado apoio de dirigentes de partidos do Centrão e da oposição para evitar a aprovação da PEC do “voto impresso” pelo Congresso Nacional.

Só nas últimas duas semanas, Barroso falou com lideranças de mais de 10 partidos. Na última terça-feira (8/6), por exemplo, recebeu no TSE para uma reunião conjunta os presidentes nacionais de MDB, PSDB e DEM.

No mesmo dia, Barroso se reuniu, de forma separada, com os presidentes do Republicanos e do Podemos e com o deputado federal Orlando Silva (SP), uma das principais lideranças nacionais do PCdoB.

O presidente do TSE também se encontrou, nas últimas duas semanas, com o presidente do PSD, Gilberto Kassab, e com os deputados federais Arlindo Chinaglia (PT-SP) e Alex Manente (Cidadania-SP).

Últimas notícias