Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

Só 14 candidatos receberam mais de R$ 10 milhões do Fundão Eleitoral

Por outro lado, 3,4 mil candidatos não ganharam um centavo sequer do Fundão Eleitoral

atualizado 01/10/2022 11:18

Comício de Lula no Anhagabaú Reprodução/YouTube

Enquanto 14 candidatos receberam mais de R$ 10 milhões do Fundão Eleitoral, 3,4 mil não ganharam um centavo sequer do fundo. Com R$ 4,9 bilhões nesta eleição, essa fatia de recursos públicos destinada a financiar a campanha pode ser usada livremente pelos partidos, e tende a privilegiar nomes já consagrados.

Dos 14 candidatos no topo da lista, 10 buscam os governos estaduais. Os demais disputam a Presidência. O primeiro lugar é de Lula, do PT, com R$ 89 milhões do Fundão. Em seguida, estão Ciro Gomes, do PDT, com R$ 33 milhões; e Soraya Thronicke, do União Brasil, com R$ 32 milhões.

O levantamento foi feito pelo Instituto Millenium, com base em informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), nesta sexta-feira (30/9). Cláudio Castro, candidato ao governo do Rio de Janeiro pelo PL, com R$ 27 milhões, e Fernando Haddad, nome do PT ao governo de São Paulo, com R$ 26 milhões, completam os cinco primeiros. A presidenciável Simone Tebet, do MDB, vem em sexto, com R$ 23 milhões.

Do outro lado da lista, 3,4 mil candidatos não receberam qualquer repasse do Fundão – foram contemplados apenas pelo fundo partidário ou por doações.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
0

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna