metropoles.com

Proibição do reconhecimento facial une 50 parlamentares em 15 estados

Parlamentares dos legislativos municipal e estadual apresentarão projetos de lei para banir o reconhecimento facial em espaços públicos

atualizado

Compartilhar notícia

Vinícius Schmidt/Metrópoles
Câmera de segurança branca em ferro azul
1 de 1 Câmera de segurança branca em ferro azul - Foto: Vinícius Schmidt/Metrópoles

Mais de 50 parlamentares dos legislativos municipal e estadual apresentarão projetos de lei para proibir as práticas de reconhecimento facial em espaços públicos. A iniciativa terá início a partir desta terça-feira (21/6).

O movimento acontece nos seguintes estados: Ceará, Bahia, Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Santa Catarina, Pernambuco, Sergipe, Pará, Amapá, Alagoas e Mato Grosso. O Distrito Federal também fará parte da iniciativa.

A articulação suprapartidária foi batizada com a hashtag #SaiDaMinhaCara e tem o apoio de organizações civis, como a Coding Rights, a MediaLab/UFRJ, a Rede Lavits, o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (IDEC) e o Centro de Estudos de Segurança e Cidadania — (CESeC).

Entre as motivações da iniciativa, estão as preocupações com a vigilância em massa e as falhas apresentadas pela tecnologia na identificação de rostos de pessoas negras, principalmente mulheres e pessoas trans.

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comGuilherme Amado

Você quer ficar por dentro da coluna Guilherme Amado e receber notificações em tempo real?

Notificações