Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

Presidente do Conselho de Medicina foge de audiência sobre cloroquina

Mauro Luiz de Britto Ribeiro foi convidado para reunião, mas informou que mandará representante

atualizado 03/11/2021 18:56

Roque de Sá / Agência Senado

O presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), Mauro Luiz de Britto Ribeiro, que constou na lista de recomendação de indiciamento da CPI da Covid, recusou-se a ir a uma audiência da Câmara marcada para esta quinta-feira (4/11) para discutir recomendações dadas pelo conselho ao governo sobre o protocolo da cloroquina.

A audiência ocorrerá na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle, após um pedido do deputado Jorge Solla, e  teve Ribeiro como um dos convidados.

Na última quinta-feira (29/11), ele mandou um ofício afirmando que não compareceria à reunião, sob o argumento de que o CFM “não possui competência para estabelecer protocolos de tratamento de doenças”.

Posteriormente, no entanto, o conselho enviou nova mensagem em que informava que o CFM compareceria, mas seria representado por uma conselheira, Rosylane Nascimento das Mercês Rocha, e não Mauro Ribeiro.

A audiência foi marcada para que o CFM explicasse uma declaração de Jair Bolsonaro de que o governo apoiava o tratamento precoce seguindo recomendação do conselho.

Mauro Ribeiro foi um dos nomes no relatório final da CPI da Covid, após ter levado a Bolsonaro um parecer favorável à prescrição de hidroxicloroquina.

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna