Padre que foi alvo da Justiça Eleitoral dá bênção a Damares; vídeo

“Sinto que tem uma ministra aqui”, disse padre Moacir Anastácio antes de dar bênção a Damares Alves, pré-candidata ao Senado, durante missa

O padre Moacir Anastácio deu no domingo (5/6) uma bênção para Damares Alves, pré-candidata ao Senado do DF pelo Republicanos, durante a missa do Pentecostes em Brasília. Em 2018, o padre foi alvo do MP Eleitoral por ter pedido voto em Jair Bolsonaro durante uma missa às vésperas do primeiro turno de 2018.

“Eu não sei bem o nome da ministra. Sinto que tem uma ministra aqui, ministra do governo federal. Como é que é o nome?”, afirmou o padre Moacir, ajoelhado, durante a exposição do Santíssimo Sacramento. Depois de ouvir o nome de Damares no sistema de som e também de auxiliares, o padre prosseguiu: “Essa bênção é também para a senhora, e a senhora vai precisar”.

Segundo a fé católica, a exposição do Santíssimo é um momento extremamente solene porque ali está o corpo de Jesus Cristo. É incomum que nomes de pessoas sejam citados nesses ritos de adoração, que só são celebrados em ocasiões especiais.

A tradicional festa católica aconteceu em Taguatinga (DF). Ex-ministra de Jair Bolsonaro, Damares Alves foi à celebração com Paulo Fernando, pré-candidato do Republicanos à Câmara dos Deputados pelo Distrito Federal. Paulo Fernando trabalhou com Damares na Câmara e no Ministério dos Direitos Humanos.

Na última eleição, padre Moacir pediu votos para o então candidato Jair Bolsonaro durante uma missa na Paróquia São Pedro, também em Taguatinga (DF). “Nele sim, pois é o único cristão que nós temos aí. Nele sim, porque só ele é contra o aborto, só ele é cristão. Ele é contra tudo aquilo que a Palavra é contra e que eu sou contra. Então, esse já tem meu voto garantido”, afirmou o líder católico em 2018, criticando o movimento “Ele não”, que rejeitava o voto em Bolsonaro.

O Ministério Público Eleitoral abriu um procedimento para investigar o padre, que deu a declaração poucos dias antes do primeiro turno das eleições.

Assista ao vídeo:

 

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.