O argumento do União Brasil para convencer Moro a ter Bivar como vice

Integrantes do União Brasil têm dito a Moro que Luciano Bivar conquistará apoios à candidatura por ter a chave do cofre do partido

Sergio Moro tem sido procurado para ouvir os argumentos de integrantes do União Brasil que defendem a escolha do deputado Luciano Bivar, futuro presidente do partido, como vice no projeto que o ex-juiz pretende lançar para concorrer à Presidência em 2022.

Aliados de Bivar sustentam que o deputado terá a chave do cofre de aproximadamente R$ 1 bilhão ao qual o partido terá direito com o fundão eleitoral e com a junção dos fundos partidários do DEM e do PSL.

Ainda segundo essa análise, a presença de Bivar como vice evitaria que integrantes do União Brasil apoiassem outros presidenciáveis, já que a liberação de verbas para as campanhas estaria condicionada à adesão ao projeto de Moro.

Já existem quadros no União Brasil que demonstram interesse em abrir palanques para Bolsonaro, como é o caso do governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM).

A pesquisa do Ipec (ex-Ibope) divulgada nesta semana impulsionará a ofensiva do União Brasil para Moro aceitar a entrada do partido em sua chapa. O ex-juiz esperava ter ao menos 10% das intenções de voto nos levantamentos de dezembro, mas pontuou entre 6% e 8% nos cenários pesquisados.

O União Brasil argumenta que Moro tem um teto de crescimento eleitoral e que não conseguirá ultrapassar o limite se contar apenas com os palanques oferecidos pelo Podemos. Aliados de Bivar disseram a Moro que o União Brasil será a única legenda capaz de ajudá-lo a ampliar a capilaridade de sua candidatura pelo país.

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.