Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Naomi Matsui

Governo do DF, Salvador e Eldorado: os maiores clientes da Precisa

A coluna teve acesso ao documento sigiloso da quebra de sigilo fiscal da Precisa Medicamentos produzido pela Receita

atualizado 27/07/2021 23:53

Agência Brasil

A quebra de sigilo fiscal da Precisa, pedida pela CPI da Pandemia, revelou quais foram os maiores compradores em 2020 da empresa que é investigada no esquema de propina da Covaxin. A coluna teve acesso ao documento sigiloso produzido pela Receita.

Entre os três principais clientes estão a Secretaria de Saúde do Distrito Federal, a Eldorado Brasil Celulose e a Prefeitura de Salvador. Segundo o órgão, todos os clientes fizeram compras de kits de testes rápidos.

A Secretaria de Saúde do DF é, de longe, a melhor cliente da empresa. O órgão gastou R$ 20.985.000 em testes rápidos de Covid. A compra é, inclusive, alvo de investigação no Tribunal de Contas do Distrito Federal.

Já a Eldorado Brasil Celulose, comprou 78 mil kits de testes a R$ 4.760.000. A Prefeitura de Salvador vem em terceiro lugar, com uma compra de R$ 3.372.500, também em testes rápidos. Todas as transações apontadas ocorreram em 2020.

Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna