Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

Felipe Neto leva Silas Malafaia aos tribunais na próxima terça-feira

Youtuber Felipe Neto processa o pastor por ofensas feitas a ele nas redes sociais; audiência será na próxima terça-feira

atualizado 13/02/2022 12:38

Felipe Neto e Silas MalafaiaDivulgação/ Reprodução

O pastor evangélico Silas Malafaia terá que comparecer em audiência marcada para a próxima terça-feira, 15, para ser ouvido sobre ofensas feitas contra o youtuber Felipe Neto. O líder religioso é alvo de dois processos de Neto, que o acusa da prática de crimes contra a honra: difamação, duas vezes, e injúria, cinco vezes.

O primeiro processo é sobre um vídeo publicado por Malafaia em que o mesmo xinga Neto por ele ser responsável pela distribuição gratuita dos exemplares censurados pelo prefeito Marcelo Crivella durante a Bienal do Rio de 2019. No vídeo, Malafaia afirmou que “tem um bandido, um canalha, que quer distribuir revista na porta com cenas libidinosas”, e concluiu: “bota esse canalha na cadeia”.

A segunda ação movida pelo youtuber também é referente a outro conteúdo publicado por Malafaia, que a partir de 2019 começou a liderar diversas campanhas difamatórias contra Neto em suas redes sociais, segundo Neto com afirmações falsas e incitação ao ódio.

O pastor o chamou de “lixo moral”, e “produtor de fake news”, referindo-se ao convite feito ao comunicador pelo até então presidente da Câmara, Rodrigo Maia, para debater o projeto de lei das fake news. No vídeo, ele afirma, ainda, que Felipe Neto faria apologia ao sexo entre crianças e adolescentes e os manipularia de maneira “pervertida e perversa” em seus vídeos.

Silas Malafaia afirmou que não está disposto a fazer acordo, e que levará provas para corroborar o que afirmou.

A briga é mais um capítulo de uma batalha judicial entre o pastor e o youtuber, que, após um acordo judicial, já teve de gravar um vídeo se retratando por ataques a Malafaia.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna