Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Naomi Matsui

De olho no Brasil, grupo Ascendal se interessa por terminais de ônibus de SP

Britânicos estão estruturando operações no país e estudam oportunidades na área de mobilidade em outros estados

atualizado 16/09/2021 20:29

Terminal de Ônibus em São PauloOswaldo Corneti/Fotos Públicas

O grupo britânico Ascendal demonstrou interesse em assumir a administração de terminais urbanos de ônibus que serão concedidos à iniciativa privada na cidade de São Paulo.

Representantes da empresa participarão nesta sexta-feira (17/9) de uma apresentação sobre como será o processo de parceria público-privada (PPP) que envolve 31 terminais urbanos. Outras nove empresas interessadas se inscreveram para a reunião.

A Ascendal passou a estruturar seu escritório e as operações que desempenha no país recentemente. A empresa está mapeando o mercado brasileiro para buscar oportunidades na área de mobilidade em outros estados.

Os terminais paulistanos custam aproximadamente R$ 25 milhões por mês e foram divididos pela prefeitura em três lotes. Pelas regras da licitação, uma mesma empresa não poderá assumir mais do que um lote.

Os vencedores administrarão os espaços por 30 anos e serão autorizados a explorá-los comercialmente. Em média, 850 mil passageiros passam diariamente por esses terminais.

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna