Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

Corrupção com verba do MEC: TRF-5 suspende inquérito contra prefeito

Investigado por corrupção com verba do Ministério da Educação, prefeito do Centrão consegue liminar para suspender investigação

atualizado 05/08/2022 15:32

Investigado por corrupção com verba do Ministério da Educação, o prefeito de Rio Largo (AL), Gilberto Gonçalves, do PP, conseguiu uma liminar do Tribunal Regional Federal da 5ª Região para suspender temporariamente as investigações.

Parte da apuração da Polícia Federal circulou na mídia local na semana passada. A coluna confirmou a veracidade do material e apurou que a quantia investigada ultrapassa R$ 10 milhões. O relatório é farto e inclui fotos e vídeos de transação de envelopes de dinheiro sacado por duas empresas fornecedoras do município e entregues a seguranças pessoais do prefeito.

A decisão judicial foi revelada pelo portal Novo Extra e confirmada pela coluna junto ao TRF-5.

“Com relação ao processo envolvendo o Sr. Gilberto Gonçalves, o Tribunal Regional Federal da 5ª Região – TRF5 esclarece que, como se trata de investigado com prerrogativa de foro, cabe a esta Corte apreciar as medidas cautelares penais, uma vez que os suspostos fatos envolvendo o prefeito, em tese, se constituiriam crime federal.

Por conta disso, foi concedida medida liminar somente para suspender os atos de investigação e eventual apreciação pela Justiça Federal de Primeiro Grau, já que, nesses casos, a análise cabe ao juízo compentente, ou seja, ao TRF5.”

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna