Recuperada da Covid-19, idosa celebra com filhos e marido no DF: “Vencemos”

Laurentina Ferreira de Oliveira, 75 anos, recebeu alta do Hospital Regional de Ceilândia nesta terça (4/8). Dez dos 16 filhos estiveram lá

Depois de passar um mês internada por causa da Covid-19, Laurentina Ferreira de Oliveira, 75 anos, teve alta do Hospital Regional de Ceilândia (HRC) na tarde desta terça-feira (4/8). Uma dezena de filhos e o marido dela, José Bidô de Araújo, 80, a esperavam no portão principal da unidade.

No reencontro, a família de Laurentina segurou cartaz de agradecimento aos profissionais de saúde. O marido, que também teve coronavírus, e os filhos usaram camisetas que estampavam a vitória contra a doença: “Todos contra o coronavírus. Vencemos”.

“Todo fim de semana, a gente se reunia, mas, por causa da pandemia, isso não acontecia há meses. Depois que descobrimos que minha mãe estava com coronavírus, foi um colapso, porque a gente acredita que nunca vai acontecer com a nossa família”, disse à coluna Grande Angular o caçula de Laurentina, o administrador Cleiton Ferreira de Araújo, 30.

Veja o vídeo:

Confira fotos:

1/12
Hugo Barreto/Metrópols
Hugo Barreto/Metrópols
Hugo Barreto/Metrópols
Hugo Barreto/Metrópols
Hugo Barreto/Metrópols
Hugo Barreto/Metrópols
Hugo Barreto/Metrópols
Hugo Barreto/Metrópols
Hugo Barreto/Metrópols
Hugo Barreto/Metrópols
Hugo Barreto/Metrópols
Hugo Barreto/Metrópols

Cleiton contou que a mãe foi internada no dia 4 de julho e chegou a ter 75% do pulmão comprometido. “A situação da minha mãe é coisa de Deus. Os médicos falaram que, com essa taxa de comprometimento do pulmão, sobreviver é raro”, afirmou.

Laurentina e José têm, juntos, 16 filhos e 16 netos. O casal mora em Ceilândia.

Após um mês internada com a Covid-19, Laurentina Ferreira de Oliveira, 75 anos, tem alta

Cenário no DF

O total de pessoas diagnosticadas com a Covid-19 no DF chegou a 112.414 na tarde desta terça-feira. A taxa de recuperação da doença é de 85%. Isso significa que 95.538 dos 112.414 contaminados superaram o novo vírus, de acordo com a estatística oficial.

A capital federal registrou, até esta tarde, 1.562 óbitos em decorrência do novo coronavírus.