Luís Gustavo de Oliveira é eleito novo desembargador do TJDFT

O Pleno do TJDFT escolheu Luís Gustavo Barbosa de Oliveira para o cargo de desembargador, aberto em função da morte de George Lopes Leite

O Pleno do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) elegeu, nesta terça-feira (4/5), o juiz Luís Gustavo Barbosa de Oliveira como novo desembargador da Corte. O magistrado foi escolhido, por unanimidade, para ocupar a vaga aberta em função do falecimento do desembargador George Lopes Leite, vítima da Covid-19.

Luís Gustavo é o primeiro da lista de antiguidade. O magistrado ingressou na magistratura do DF em abril de 1994. No TJDFT, foi promovido a juiz da 2ª Vara Cível do Gama, em 1996. Depois, assumiu a 3ª Vara de Entorpecentes e a 1ª Turma Recursal. Há cinco anos, Luís Gustavo foi eleito como juiz substituto de 2º grau pelo critério de merecimento.

Antes de tornar-se juiz, Luís Gustavo trabalhou no Departamento de Polícia Federal e como promotor adjunto do Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT).

George Lopes Leite morreu no último dia 30 de março, em razão de complicações decorrentes da Covid. Ele tinha 70 anos.

Nesta terça-feira, o Pleno do TJDFT também escolheu o juiz Álvaro Ciarlini para ocupar o cargo de desembargador. A vaga foi aberta com a aposentadoria de Mario Machado.

Álvaro Luis de Araújo Sales Ciarlini entrou para a magistratura do DF como juiz substituto em 1994 e foi promovido ao cargo de juiz de direito em 1996. O magistrado foi titular da 1ª Vara Cível de Planaltina e da 2ª Vara da Fazenda Pública do DF. Em 2016, tornou-se juiz de direito substituto de 2º grau.