Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

Gestor que foi investigado por desvios na Sedest é nomeado na pasta

Ruither Jacques Sanfilippo será subsecretário de Administração Geral no governo de Ibaneis Rocha (MDB)

atualizado 17/01/2019 10:59

Rafaela Felicciano/Metrópoles

Nomeado para o cargo de subsecretário de administração geral da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedest), Ruither Jacques Sanfilippo já foi alvo de investigações justamente na pasta em que agora assume função de destaque. Em um dos processos, ele chegou a ser condenado ao pagamento de multa por falta de documentação que comprovasse a lisura das contas da pasta em 2010, durante a administração de José Roberto Arruda (PR).

Sanfilippo é citado em outros dois casos: a Operação Hofini, que investigou desvios de dinheiro público por meio de repasses irregulares da Sedest para a Associação Monte das Oliveiras (AMO), em 2009; e a CPI dos Cemitérios, apuração sobre um esquema de extorsão para a emissão de autorizações provisórias de funcionamento de funerárias, em 2008. O gestor, no entanto, não foi indiciado em nenhum dos processos.

Sobre a punição aplicada pelo Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF), Sanfilippo afirmou que “é uma medida administrativa a qual quem ocupa o cargo de ordenador de despesa está sujeito”. A multa de R$ 4 mil foi dividida em 31 vezes.

No novo posto, ele vai ganhar salário de R$ 12.007,79.

Mais lidas
Últimas notícias