Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

Disputa pela OAB-MS: presidente exibe suposto dossiê durante debate

Episódio inusitado rendeu uma interpelação criminal. “Foi surreal”, contou a advogada Rachel Magrini, que disputa o comando da entidade

atualizado 13/11/2021 18:56

Reprodução

Um episódio inusitado durante um debate entre candidatos à presidência da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Mato Grosso do Sul (OAB-MS) em uma rádio tem dado o que falar na capital sul-mato-grossense.

O atual presidente da OAB-MS, o advogado Mansour Elias Karmouche, foi fotografado segurando uma pasta onde era possível ler a palavra “dossiê”. Mansour, que comanda a entidade há seis anos, acompanhava o candidato apoiado por ele, o advogado Bitto Pereira, no prédio da emissora.

A atitude foi vista como uma tentativa de intimidação por uma das concorrentes. A chapa comandada pela advogada Rachel Magrini interpelou criminalmente o atual presidente da entidade e pediu explicações. A ação administrativa é assinada por um ex-presidente da OAB-MS, o advogado Carlos Marques.

“Foi surreal. Demorei a entender o que estava acontecendo”, contou a candidata Rachel Magrini. “Depois ficou claro que ele estava tentando me desequilibrar emocionalmente”, disse.

Terceira candidata na disputa, a advogada Giselle Marques disse não ter percebido a movimentação. “Não vi nada. Fiquei surpresa quando vi a foto e a repercussão”, afirmou. O debate aconteceu na última quinta-feira (11/11).

Sem respostas por meio da ação administrativa, Rachel afirmou que pretende acionar a Justiça contra o atual presidente da OAB-MS. “Vamos apresentar a denúncia contra esse episódio de intimidação o mais rápido possível”, disse. O grupo discute o tipo penal no qual ele poderia ser enquadrado.

Procurado, o atual presidente do OAB-MS não se manifestou sobre o assunto. O espaço continua aberto.

Mais lidas
Últimas notícias