Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

Deputados são recebidos por atores vestidos de “morte” em ato contra trabalho presencial

A Câmara Legislativa do DF retomou as atividades presenciais na segunda-feira (2/8) e teve a 1ª sessão ordinária nesta terça-feira (3/8)

atualizado 03/08/2021 22:22

Deputados distritais e servidores da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) foram recebidos por atores vestidos de “morte” nesta terça-feira (3/8), durante a 1ª sessão ordinária presencial após a retomada dos trabalhos in loco.

O protesto foi organizado pelo Sindicato dos Servidores da Câmara Legislativa do DF (Sindical). Segundo a entidade, 11 funcionários da Casa que já haviam retomado o trabalho presencial foram contaminadas pelo novo coronavírus: são seis servidores efetivos e cinco terceirizados.

Veja fotos da manifestação:

0

A Mesa Diretora da CLDF determinou a volta ao trabalho presencial com escalas para evitar aglomeração. Porém, grupos específicos podem permanecer em home office, como grávidas e pessoas com doenças crônicas que reduzem a imunidade.

A retomada dos serviços presenciais foi regulamentada pelos Atos da Mesa Diretora de números 57 e 59. “Esses dois atos visam, não apenas trazer pessoas de fora da Câmara Legislativa para se aglomerarem em audiências públicas, em sessões solenes, como também trazem os servidores que poderiam realizar o trabalho remoto, para necessariamente estarem presentes aqui na Câmara Legislativa”, criticou o presidente do Sindical, Jeizon Silverio.

O deputado Guarda Janio está internado com Covid-19. Na segunda-feira (2/8), o quadro piorou e o parlamentar foi intubado.

Últimas notícias