Carros em uma velocidade e precisão que você ainda não viu.

Preço do etanol no Centro-Oeste é o menor do país: em média, R$ 4,32

No Brasil, o combustível fechou agosto a R$ 4,95.  A gasolina, por sua vez, foi comercializada na região a R$ 5,59, com recuo de 9,77%

atualizado 08/09/2022 10:22

O último levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL) revela que o preço do litro do etanol vendido no Centro-Oeste fechou agosto a R$ 4,32, valor 13% abaixo da média nacional e 8,47% mais barato que o mês de julho – e o menor custo médio do país. 

A gasolina foi vendida a R$ 5,59, com recuo de 9,77%. Já o diesel comum e o S-10 na região foram encontrados a R$ 7,36 e R$ 7,52, com redução de 4,83% e 4,35%, respectivamente. 

Goiás registrou a menor média do país para a gasolina, a R$ 5,35, com recuo de 10,4% em relação a julho. Mas só em Mato Grosso vale a pena abastecer com etano.

“É cedo para cravar uma projeção sobre o preço, mas podemos dizer que há uma tendência de recuo importante”, aponta Douglas Pina, diretor-geral de Mainstream da Divisão de Frota e Mobilidade da Edenred Brasil.

No Nordeste, o litro da gasolina ficou 14,56% mais barato, se comparado a julho. Porém, o preço médio de R$ 5,80 ainda é o segundo mais caro do Brasil e está 0,96% acima da média nacional, que fechou em R$ 5,75. 

O litro do etanol na região foi comercializado a R$ 5,21, com redução de 11,05%. Já o diesel comum e o S-10 fecharam o mês a R$ 7,37 e R$ 7,42, ambos com recuo de 5,61% e 5,77% respectivamente, em relação ao mês anterior. Entre as demais regiões, o Nordeste registrou o recuo mais expressivo no preço de todos os combustíveis. 

Nos destaques nacionais, a Bahia foi o estado que apresentou a redução mais expressiva no valor do litro do diesel comum e do tipo S-10 e o Piauí registrou o maior recuo no preço da gasolina e do etanol. 

A gasolina, quando comparada ao etanol, segundo o IPTL, é o combustível economicamente mais vantajoso para abastecimento em todos os estados nordestinos. 

Mais lidas
Últimas notícias