As curiosidades, tendências e novidades do mundo pet

Flores e pets: como cuidar do seu pet na primavera

A estação pode favorecer alergias e a contaminação dos animais de estimação por insetos e plantas

atualizado 08/10/2021 13:41

Cachorro em jardim com flores amarelasReprodução/ Alto Astral

A época florida e colorida pode parecer bastante apropriada para passear com os pets, afinal, o clima é ameno e eles precisam de atividade física diariamente. No entanto, é preciso prestar atenção aos perigos que a primavera oferece à saúde dos animais, como crises alérgicas e intoxicações

Segundo a médica veterinária Priscila Rizelo, a primavera pede cuidados com parasitas externos, alergias e irritações na pele. Esses fatores podem ser responsáveis pela transmissão de diferentes doenças e com risco de agravamento se não houver um rápido diagnóstico.

Pets e plantas: atenção redobrada!

Cachorros e gatos tendem a ser muito curiosos, principalmente quando se trata de “novidades”. Por exemplo: encher a casa de plantas e flores pode ser um convite para esses bichinhos tentarem descobrir o que é, mas nem sempre isso é seguro. “É preciso saber que algumas espécies de plantas possuem substâncias tóxicas para os animais, podendo colocá-los em risco, caso entrem em contato direto com elas ou ingiram alguma parte”, alerta a veterinária.

Algumas das espécies que devem ser mantidas longe dos pets, destacadas por Priscilla, são: lírios, dama da noite, hera, glicínia, espada de São Jorge, comigo- ninguém-pode, costela de Adão, jiboia, copo de leite, samambaia, violeta, hibisco, avenca e tulipa. Mas lembre-se que isso não impede você de ter essas plantas em casa. Basta deixá-las longe dos bichinhos!

Leia a matéria completa no portal Alto Astral.

Últimas notícias