Este é um espaço para celebrar a vida e as pessoas. Viaje comigo nesta aventura!

Paulo Socatelli dá 3 dicas para abrir uma empresa com pouco dinheiro

O empreendedor, palestrante e especialista em comércio exterior explica como dar o pontapé sem tanto capital à disposição

atualizado 24/01/2023 12:37

Paulo Socatelli - Metrópoles Imagem cedida ao Metrópoles

Você já desejou abrir uma empresa, mas a falta de dinheiro o impediu de realizar esse sonho? A boa notícia é que é possível, sim, colocar um negócio em operação mesmo sem tanto capital à disposição. Quem confirma essa tese é o empreendedor, palestrante e especialista em comércio exterior Paulo Socatelli. Para ele, “empresários de sucesso não são aqueles que sempre tiveram recursos para investir, mas os que souberam aproveitar oportunidades e crescer no meio empresarial”.

Na avaliação do profissional, quando o dinheiro é escasso, as pessoas que desejam abrir uma empresa podem buscar aliados, tornando o empreendedorismo um sonho coletivo. Além disso, ele indica que os potenciais empreendedores estudem o mercado e tenham paciência para que o negócio cresça de modo sustentável.

A seguir, Socatelli dá três dicas para começar um negócio com pouco dinheiro:

Paulo Socatelli - Metrópoles
Paulo Socatelli é empreendedor, palestrante e especialista em comércio exterior

1 – Encontre um sócio

“É possível empreender sozinho, mas não é o caminho mais fácil”, defende. Segundo ele, todas as empresas precisam de investimento e, geralmente, busca-se empréstimos junto aos bancos.

No entanto, de acordo com empresário, quando se tem sócios, a possibilidade de capitalizar o negócio é maior. “As instituições financeiras também se sentem mais seguras para emprestar quando há mais pessoas envolvidas no empreendimento”, acrescenta.

Pessoas com as mãos unidas em cima de uma mesa de trabalho - Metrópoles
Quando se tem sócios, a possibilidade de capitalizar o negócio é maior

Dito isso, encontrar um parceiro que tenha objetivos similares aos seus é uma boa forma de pôr o sonho do empreendedorismo em prática, conforme instrui Paulo Socatelli.

2 – Estude o setor de atuação

Coragem, disposição e positividade são valores importantes para empreendedores, mas não sustentam nenhum negócio. “Antes de abrir a empresa, estude bastante sobre o setor em que planeja atuar, além das obrigações legais e fiscais que recaem sobre a atividade empresarial”, sugere.

“Não ser pego de surpresa com o negócio em andamento é fundamental para que a empresa prospere. Às vezes, vale a pena adiar a abertura da empresa em um ano e, nesse período, se dedicar a conhecer mais sobre legislação e demais regras que eventualmente o seu negócio precisará seguir”, recomenda Socatelli.

3 – Comece pequeno

Para o expert, é óbvio que não dá para abrir um grande empreendimento com pouco dinheiro. Mas é importante lembrar que a empresa tem todas as condições de crescer ao longo dos anos.

Dedo apontando para gráfico impresso em papel - Metrópoles
A empresa tem todas as condições de crescer ao longo dos anos

“Comece um negócio pequeno”, indica o profissional. “Não precisa contratar funcionários, alugar um salão espaçoso e ofertar um mix variado de produtos logo no primeiro dia. Tenha foco e se dedique ao que cabe no orçamento. O negócio cresce à medida que se traça e cumpre metas”, completa.

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Mais lidas
Últimas notícias