Aplicativo Sonder ajuda LGBTs a prepararem suas viagens

Brasil é o segundo maior mercado do mundo para o turismo LGBT, movimentando US$ 26 bilhões

DivulgaçãoDivulgação

atualizado 30/04/2019 11:19

Numa semana em que a frase “o Brasil não pode ser o país do turismo gay, pois temos famílias” aparece nas manchetes dos jornais, uma boa resposta é o aplicativo Sonder – opção para planejar sua viagem com conforto e praticidade.

O Sonder é uma plataforma social de entretenimento e turismo voltado para os gays. Seus criadores afirmam que buscaram facilitar e dar poder à vivência turística desse público, promovendo uma curadoria de atividades e estabelecimentos do mundo inteiro por meio dos guias das cidades.

Dentro da plataforma, é possível programar a viagem por completo. Comprar passagem, reservar um hotel friendly, obter ingressos e até interagir com outras pessoas, como uma rede social.

Reprodução

 

Inclusive, um dos seus diferenciais é o enriquecimento da experiência com o aplicativo por meio do contato entre os usuários. As publicações de conteúdo, avaliações de estabelecimento e atividades na plataforma são, justamente, as atualizações de informações relevantes. Cada usuário tem potencial de se tornar um Embaixador Sonder, adquirindo vantagens de serviços na plataforma.

O bacana é que as funcionalidades desenvolvidas com caráter de serviço premium não têm custo algum para o usuário e tampouco se valem de assinaturas pagas para adquirir funções extras do aplicativo. “Queremos que todos se orgulhem de suas experiências”, afirma Rangel Vilas Boas, um dos criadores do projeto. O aplicativo está disponível tanto para Android quanto IOS.

O Sonder possui parcerias com governos, empresas e organizações internacionais encarregadas de promover o turismo de seus países pelo mundo. Destinos já conhecidos, que sabem da importância do mercado LGBT, como Inglaterra e Grécia, como também de lugares pouco explorados, como Seychelles e Noruega. Só do Japão, já foram lançados quatro guias em parceria com o governo japonês e agências de turismo LGBT locais.

O Brasil é o segundo maior mercado do mundo para o turismo LGBT. Movimentamos mais de US$ 26 bilhões só no ano passado, de acordo com a pesquisa OutNow 2030, lançada na World Travel Market. “Uma fala como essa do líder do país não é assertiva, em diversos aspectos. O mercado cresce e continuará seu trabalho na conquista de novos turistas LGBT. Nesta semana está acontecendo a Convenção Internacional de Turismo LGBT da IGLTA, em Nova York, e a comitiva brasileira é a segunda maior, atrás apenas dos norte-americanos”, segundo Leonardo Lima da Sonder.

 

Realmente, só quem não entende nada de economia, ou de direitos humanos, para fazer tão absurda declaração.

Agenda Especial
O Instituto LGBT+ e a Casa de Cultura da América Latina, em Brasília, exibirão nesta quinta (02/05/2019), o filme vídeo-artístico Ascensão e Queda das Bixas, de Rodrigo D’Alcântara. Rodrigo é de Brasília e realizou seu filme no Rio de Janeiro. A exibição acontecerá às 19h. Às 20h, haverá uma conversa com o diretor, mediada por Felipe Areda (Instituto LGBT+) e Alex Calheiros (CAL). Em seguida, rolará um clássico happy hour em frente a CAL.

SOBRE O AUTOR
Ítalo Damasceno

Formado em direito pela Universidade Federal do Piauí (UFPI). Escreveu sobre cultura em portais do Distrito Federal. É roteirista e já fez curso com o novelista Aguinaldo Silva. Recebeu o prêmio Beijo Livre de Direitos Humanos LGBT 2017 na categoria Mídia, pela coluna Vozes LGBT.

Últimas notícias