">
*
 
 

Os cabelos são muito importantes para as mulheres. Não conheço nenhuma que não sonhe ter fios saudáveis, brilhantes e fortes. A alta frequência de clientes em salões de beleza e o crescimento do mercado de cosméticos voltado para cabelos mostram o poder do setor a cada dia. O corte e a cor definem muito a personalidade de cada uma de nós, mas há algo unânime: todas queremos fios bem tratados.

O uso de secador, chapinha, baby liss; as lavagens com água muito quente e a exposição solar e ao ar condicionado fazem o cabelo perder nutrientes, água e massa capilar, tornando necessária a realização de tratamentos específicos para minimizar os danos. Fazer tratamentos capilares em salões de beleza pode ser, muitas vezes, um incômodo para muitas mulheres, já que envolve tempo (e dinheiro) que muitas não têm. O resultado? Elas desistem.

Por isso, o cronograma capilar é uma opção viável e eficiente para cuidar dos cabelos em casa, durante o banho. E ainda pode ajudar o seu cabeleireiro a conseguir o resultado que você tanto deseja. Eu faço sempre e funciona muito.

Basicamente, essa é uma agenda para cuidados capilares com todo o esquema necessário: hidratação, nutrição e reconstrução. A hidratação atrai e retém água nos fios, um tratamento que pode e deve ser feito por qualquer pessoa, mesmo por quem sofre com oleosidade. A nutrição encorpa e alinha os cabelos, devolvendo lipídios aos fios e deixando-os macios. Já a reconstrução é destinada às madeixas danificadas, tanto por processos químicos quanto pelo estresse do dia a dia. Ela devolve proteínas aos fios, a famosa queratina, responsável pela massa capilar. Cada cronograma é pessoal, pois cada pessoa precisa mais de uma etapa do que da outra. Porém, é certo que todas nós necessitamos de algum tratamento para recuperar ou apenas manter os cabelos bonitos.

O esquema é bem simples, mas, primeiro, você precisa identificar qual a necessidade do seu cabelo. Se os seus fios estão sem brilho, armados, ressecados ou embaraçam quando molham precisam de hidratação. Se estão desalinhados, sem balanço e com frizz, o foco é na nutrição. Cabelo fino, ralo e quebradiço? A reconstrução será a solução. Mas, cuidado: a etapa reconstrutora é a mais potente e pode ser perigosa, pois queratina demais não funciona. Como deixa o cabelo mais duro, pode ficar quebradiço. O ideal é fazer a cada 15 dias, até que a aparência dos fios se recupere e, depois, mantenha a prática mensalmente.

Escolha uma máscara capilar hidratante, uma nutritiva e outra reconstrutora
Existem milhares de produtos disponíveis no mercado e de todos os preços. Para identificar as máscaras, procure a composição nos rótulos. As hidratantes são as que contêm em sua fórmula pantenol, extratos vegetais, glicerina, lanolina, lecitina, aloe vera, vitaminas e derivados do açúcar, como sacarose. As nutritivas têm como base os óleos e as manteigas. Na descrição dos produtos, terão nomes de óleos de argan, macadâmia, coco, karité, abacate. São fáceis de identificar. As destinadas à reconstrução são à base de creatina, queratina, proteína, arginina, cisteína, proteínas hidrolisadas etc. Eu procuro sempre as que informam a presença de queratina logo no início da composição da fórmula, porque significa uma grande quantidade do ativo no produto.

Máscaras hidratantes

Máscaras nutritivas

Máscaras reconstrutoras

Como programar um esquema capilar
Um cronograma básico para cabelos pouco danificados é composto por oito hidratações mensais, três nutrições e uma reconstrução. Nos casos em que mais cuidados são necessários, o esquema seria: oito hidratações, duas nutrições e duas reconstruções. O ideal é ir adaptando o modelo de acordo com a resposta do seu cabelo. O intervalo entre os tratamentos é de 48 horas. A maioria das máscaras tem um tempo de ação rápido. De três a cinco minutos, o que torna possível fazer o tratamento tranquilamente durante o banho, sem perder muito tempo. Siga sempre as instruções da embalagem para utilização. Recomenda-se que o shampoo e o condicionador (sim, mesmo utilizando máscaras, é importante condicionar os fios para fechar as cutículas) usados sejam da mesma linha do fabricante das máscaras para aumentar a eficácia dos produtos.

Aos poucos, você perceberá qual etapa seu cabelo gosta mais e notará que a resposta a algum tratamento pode mudar e não ser tão boa como no início. Isso significa que as madeixas não precisam tanto daquele procedimento. Assim, vá montando o seu próprio esquema, de acordo com as necessidades dos seus fios. Se precisar de uma ajudazinha tecnológica, existe um aplicativo chamado “Meu Cronograma Capilar”. Ele monta um esquema para você, de acordo com suas respostas a um questionário, e avisa as datas e quais procedimentos devem ser realizados.

Veja modelo de calendário

Paciência e boa vontade serão necessários para seguir a programação, mas os resultados compensam: cabelos macios, com brilho e muito saudáveis.

cabelosVivianne Leão Piquet
 


COMENTE

Ler mais do blog