PGDF contrata Cebraspe para selecionar 100 técnicos e analistas

Contrato no valor de R$ 1,8 milhão foi divulgado no Diário Oficial do DF. Espera por seleção completou quase uma década

atualizado 29/10/2019 17:34

A Procuradoria-Geral do DF (PGDF) oficializou, nesta terça-feira (29/10/2019), a contratação do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e Promoção de Eventos (Cebraspe) para realização do próximo concurso. O valor estimado para seleção de 100 servidores é de R$ 1,88 milhão e tem validade de 12 meses. A última seletiva ocorreu em 2010.

A contagem regressiva para liberação do edital foi dada. A expectativa é de que as regras e o cronograma sejam conhecidos em novembro e as provas ocorram no primeiro trimestre do próximo ano. São oferecidas 43 vagas para técnicos e 57 para analistas em várias áreas do conhecimento.

Os selecionados serão insuficientes para cobrir todas as vacâncias atuais. De acordo com os dados de setembro do Painel Estatístico de Pessoal do Governo do Distrito Federal, dos 200 profissionais de nível médio previstos em lei, há apenas 124 ativos — 38% dos postos estão vagos. Entre os graduados, a desocupação é de 61%. Só 37 dos 97 cargos existentes estão preenchidos.

Também segundo informações do painel, dos 592 profissionais alocados na PGDF, 122 exercem cargos comissionados sem vínculo com governo, cerca de 20% da força de trabalho. Entre os 466 estatutários, quase 25% exercem função com comissão.

Trajetória

O concurso da PGDF foi autorizado em julho no ano passado. Entretanto, só em fevereiro a comissão interna foi formada e começou os trabalhos de levantamento das demandas. A contratação do Cebraspe tem valor estimado de R$ 1.888.845 e prevê a inscrição 41.500 interessados, quantitativo semelhante ao registrado em 2010, quando foram ofertadas 69 vagas pelo Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades).

Ainda não foi divulgada a distribuição das áreas de atuação dos técnicos. Em 2010, havia oportunidades para profissionais de administração, análise de sistemas, arquivologia, arquitetura, biblioteconomia, jornalismo, contabilidade, direito e engenharia agronômica.

Ao todo foram convocados 184 aprovados, sendo que 67 nomeações se tornaram sem efeito, três solicitaram final da fila e seis acabaram exonerados durante a validade do concurso.

A remuneração inicial é de R$ 4,7 mil para os técnicos e R$ 7,3 mil para analistas. Os servidores também têm direito a auxílios alimentação, creche, transporte, plano de saúde e gratificações. Para fazer jus a esses valores, os selecionados passarão por provas objetiva, discursiva e avaliação de títulos, exclusivo para graduados.

SOBRE O AUTOR
Letícia Nobre

Jornalista especializada em concursos há mais de 10 anos. Desde 2012, ajuda candidatos de todo o país a lidar não só com suas emoções, mas também com o processo de organização, produtividade e aprendizagem usando técnicas de coaching.

Últimas notícias