Pastores de renas desenterram urso da idade do gelo praticamente intacto

Descoberta é sem precedentes. O urso "reapareceu" na região após o derretimento do permafrost, camada que era permanentemente congelada

atualizado 18/09/2020 8:29

Urso da era do gelo Norhj-Eastern Federal University

Uma descoberta sem precedentes! Pastores de rena no Ártico russo desenterraram os restos perfeitamente preservados de um urso da idade do gelo. A confirmação foi dada pela Universidade Federal do Nordeste da Rússia (NEFU) na segunda-feira (14/9).

O urso “reapareceu” na região após o derretimento do permafrost – solo composto de terra, gelo e rochas permanentemente congelados – nas ilhas Lyakhovsky, parte do arquipélago das Novas Ilhas Siberianas, no nordeste da Rússia.

0

Segundo pesquisadores da instituição, o urso tem os dentes e o nariz intactos. A preservação é tamanha, que o cadáver ainda está com todos os órgãos internos no lugar.

Acredita-se que o espécime seja um antigo parente do urso-pardo, que viveu de 22 mil a 39,5 mil anos atrás. Os restos mortais do animal serão estudados na NEFU, localizada na cidade de Yakutsk, no leste da Rússia. Uma análise de radiocarbono deve ser realizada para determinar a idade precisa do urso.

View this post on Instagram

Uma descoberta sem precedentes! 😮 Pastores de rena no Ártico russo desenterraram os restos perfeitamente preservados de um urso 🐻 da idade do gelo. A confirmação foi dada pela Universidade Federal do Nordeste da Rússia (NEFU) na segunda-feira (14/9). . O urso "reapareceu" na região após o derretimento do permafrost – solo composto de terra, gelo e rochas permanentemente congelados – nas ilhas Lyakhovsky, parte do arquipélago das Novas Ilhas Siberianas, no nordeste da Rússia. . Segundo pesquisadores da instituição, o urso tem os dentes e o nariz intactos 😱. A preservação é tamanha, que o cadáver ainda está com todos os órgãos internos no lugar. . Acredita-se que o espécime seja um antigo parente do urso-pardo, que viveu de 22 mil a 39,5 mil anos atrás. Os restos mortais do animal serão estudados na NEFU, localizada na cidade de Yakutsk, no leste da Rússia. Uma análise de radiocarbono deve ser realizada para determinar a idade precisa do urso. . Fotos: Nortj-Eastern Federal University . #urso #bear #descoberta #incrivel #permafrost #russia #notícias #ciência #metrópoles

A post shared by Metrópoles (@metropoles) on

Últimas notícias