Maisa desabafa sobre racismo contra o pai: “Me sinto péssima”

A artista gerou debate sobre discriminação racial nas redes sociais neste domingo (19/04)

atualizado 19/04/2020 22:47

maisa silva e pai Instagram/Reprodução

Maisa Silva usou as redes sociais neste domingo (19/04) para lamentar um episódio de racismo sofrido pelo pai, Celso Andrade.

“E meu pai que escutou de uma mulher hoje que tudo bem sair de casa, que as pessoas estão se apavorando à toa [em relação ao coronavírus], porque só morre ‘negro e latino’, porque eles não têm convênio médico. Meu pai é preto”, relatou a artista em seu perfil no Twitter.

0

A jovem de 17 anos debateu o tema com os fãs e revelou como se sente mal ao ver a figura paterna sendo vítima de discriminação racial.

“Me sinto mal, péssima, horrível, triste. Conversamos, principalmente porque eu cresci em uma família que é muito misturada. Mas isso me deu uma ‘noção’ maior, eu acho, tanto do meu privilégio quanto em tentar fazer minha parte para que essas ações não se repitam”, escreveu.

Os seguidores prestaram apoio à estrela do SBT. “Acredito que esse seja nosso papel como nova geração; reconhecer privilégios e buscar mudar isso de alguma forma. Obrigada por compartilhar isso com a gente”, comentou uma fã.

“Maisa eu me arrepio com sua sabedoria, você é muito maravilhosa”, respondeu outro admirador.

Transição capilar

Recentemente, Maisa também usou o Twitter para desabafar sobre seu processo de transição capilar. Ela tem sofrido preconceito ao assumir as madeixas naturais.

“Quando eu posto foto do meu cabelo natural as pessoas falam que eu tô descabelada”, publicou.

“Já é chato o suficiente passar pela transição, aí vem uns comentários desses que sinceramente…”, continuou. Maisa abandonou a escova progressiva em junho do ano passado e, desde então, tem feito relatos desse processo.

Últimas notícias