Ludmilla faz homenagem a João Pedro durante live e critica governo do Rio

Cantora mencionou morte do garoto de 14 anos durante uma operação policial e cantou rap para governador Wilson Witzel

Ludmilla fez mais uma live nesta sexta-feira (22/05) e durante o show fez uma homenagem a João Pedro Matos Pinto, de 14 anos, morto durante uma operação das polícias Federal e Civil na comunidade do Salgueiro, Zona Norte do Rio, na terça-feira (19/05).

“Descanse em paz, João Pedro. Todos os meus sentimentos à família dele e todos os outros que perderam seus entes queridos nessa guerra louca. Todas as vidas importam, inclusive as pretas, tá?”, destacou a cantora.

1/5
João Pedro, 14 anos, brincava com amigos em sua própria casa quando foi atingido em uma operação das polícias Federal e Civil
Live contou com a aprticipação de Léo Santana e apresentação de Brunna Gonçalves
Cantora acaba de se recuperar de uma infecção. Ela compartilhou essa foto nos Stories, na qual aparece tomando soro em um hospital
Ludmilla caiu em piscina durante sua primeira live
Ludmilla

Ela também fez uma crítica a Wilson Witzel, governador do estado, fazendo uma substituição na letra do funk Rap da Felicidade, de Cidinho.

“O pobre é humilhado, esculachado na favela. Já não aguento mais essa onda de violência, só peço ao governador um pouco mais de competência”, cantou.

A live exibida por Ludmilla teve apresentação de sua esposa, Brunna Gonçalves, e contou com a participação especial de Léo Santana, com quem a cantora divide a música Invocada.