Isis Valverde viverá relacionamento abusivo em Amor de Mãe

“Nunca sofri agressão física e nunca permiti que alguém me agredisse”, relatou a atriz

Isis Valverde será uma das protagonista de Amor de Mãe, a próxima novela das 21h da Rede Globo. A atriz viverá Betina, uma enfermeira que passará por um relacionamento abusivo com o ex-marido Vicente, que será interpretado por Rodrigo Garcia. No lançamento da novela, Isis relatou que nunca viveu algo parecido com o da sua personagem.

“Nunca sofri agressão física, mas, quando mais nova, já aconteceu muito de o cara levantar a voz para mim. Amor, ali, eu já cortava. Eu nunca permiti que alguém me agredisse e ficasse do meu lado”, disse a atriz em entrevista a Leo Dias, do UOL.

Isis falou que a personagem será de suma importância para o público que vai assistir, já que inúmeras mulheres vivem isso diariamente: “É muito importante colocar isso em uma trama que o povão vai assistir, que a galera que tá lá na roça vai ver. Muita mulher acha que tem que ser subalterna, que o cara está lá descendo a coça nela, mas que vai olhar para minha personagem e falar: ‘Não! Ela não tá aceitando. Por que eu tenho que aceitar? Eu vou contar, vou me abrir para alguém’”.

1/8
Isis Valverde é uma das protagonistas da novela Amor de Mãe
A trama será a próxima ser transmitida pela Rede Globo
Betina (Isis Valverde)
Betina é uma enfermeira que vive um relacionamento abusivo
A relação abusiva será por parte do seu ex-marido Vicente, interpretado por Rodrigo Garcia
No lançamento da novela, Isis relatou que nunca viveu algo assim na vida real
A atriz disse que quando um homem levantava a voz para ela, ali mesmo ela cortava
Como esta linda na piscina

Durante o bate-papo, Isis falou sobre a relevância que esse assunto tem, principalmente para as mulheres que conseguiram sobreviver frente a um relacionamento abusivo: “Temos que levar essas questões porque o silêncio mata. Essas mulheres nem são chamadas de vítimas de abuso. Elas são chamadas de sobreviventes, porque o agressor poderia, de fato, ter matado elas”.

Por fim, a atriz falou sobre o relacionamento abusivo não ser visto de forma fácil desde o início da relação. “Nos estudos que fiz, no começo da relação abusiva, ela nunca é abusiva. Tudo são flores. Mas vai passando o tempo, o agressor vai deixando a mulher sozinha, diz que os amigos dela não prestam e vai isolando a pessoa, até que ele começa a atacá-la, a fazer com que ela dependa psicologicamente dele”.

A global ainda deixou um alerta para as pessoas que passam por essa situação: “A primeira coisa é se abrir, seja em uma terapia ou uma pessoa próxima. Uma mulher que está em uma relação deste nível, ela vai se isolar, e se isolando, ela fica fraca, frágil. Não pode”.