Após dar tudo a jovem cantor, Mumuzinho é “passado para trás”. Entenda

O músico decidiu alavancar a carreira do rapaz, de 18 anos, mas teria sido traído: "Fiquei decepcionado"

Reprodução/InstagramReprodução/Instagram

atualizado 17/07/2019 17:18

O cantor Mumuzinho sofre um momento de abalo após ajudar o jovem Davizinho, de 18 anos, e ser “passado para trás”. De acordo com o jornalista Leo Dias, o rapaz “pegou carona” no sucesso de Mumu, mas, ao alcançar o topo, decidiu abandoná-lo.

Com mais de 10 milhões de visualizações em seu primeiro clipe de estreia no YouTube, Davizinho já é famoso nas redes sociais: tem 500 mil seguidores. Os números foram alcançados ao longo de três meses — período em que Mumu decidiu ser seu padrinho.

Conforme entrevista a Dias, Mumuzinho viu no garoto um talento que precisava ser explorado, portanto passou a ajudá-lo e chegou a levá-lo a programas de TV. Promoveu sessão de fotos para Davi, financiou o clipe de sua primeira música… tudo sem cobrar um único centavo.

Além disso, o cantor teria oferecido sua casa para Davi morar, tendo em vista a origem humilde do rapaz. Doou roupas, tênis e acessórios para o então afilhado.

Ainda segundo o jornalista do SBT, Mumuzinho se disponibilizou como produtor musical do primeiro som de Davi e se tornou gestor da carreira dele a fim de impedir “maldades” no meio musical contra o garoto.

Não demorou muito para Davi jogar todas estas ideias para o alto. O rapaz teria dado um show de estrelismo em junho; logo após, contratou uma advogada, que informou a Mumu que seu cliente assinaria contrato com outro profissional, um vendedor de shows em São Paulo e, coincidentemente, amigo de Mumu.

Diante da notícia, Mumuzinho entrou em choque. “Eu embarquei no projeto dele por encantamento e, quando estávamos profissionalizando a coisa, fomos surpreendidos negativamente com tudo isso”, lamentou o artista a Leo Dias.

“Fiquei extremamente decepcionado com a postura dele. Eu me dediquei tanto, sempre fui parceiro, e o cara nem pra me ligar? Era só a gente sentar, conversar e chegar a um acordo, já que ele não me queria mais gerindo a carreira dele”, sugeriu.

Mumu também ficou abismado com uma ação judicial que o impede de gerir qualquer área da carreira de Davizinho. A ligação entre eles foi totalmente cortada.

SOBRE O AUTOR
Saullo Brenner

Integrante da equipe do portal desde agosto de 2017, atua como repórter e social media. É autor do livro A Confissão de Palomino, publicado em 2019 pela Editora Metrópoles, e foi finalista do Prêmio Abracopel, na categoria Internet, em 2018.

Últimas notícias