A Fazenda: após cortar beijo entre mulheres, Record é acusada de homofobia

Não é a primeira vez que a emissora se envolve em polêmica por não exibir beijos LGBT. O assunto é um dos mais comentados do Twitter

atualizado 31/10/2020 18:39

Record homofóbica Foto: Reprodução/Twitter

Mais uma vez, a Record se envolveu em uma polêmica por conta da edição de A Fazenda e foi acusada de homofobia, virando um dos assuntos mais comentados no Twitter neste sábado (31/10).

A tag RECORD HOMOFÓBICA ganhou destaque quando os internautas perceberam um corte brusco da câmera durante a festa da última sexta-feira (31/10), quando Mirella e Stéfani deram um selinho.

Não é a primeira vez que isso acontece, já que a emissora de Edir Macedo já foi acusada anteriormente de não exibir beijos entre pessoas do mesmo sexo dentro do reality.

A situação causou revolta nas redes sociais. Os internautas argumentam que, enquanto os beijos de casais hétero são mostrados por um longo tempo e diversos ângulos, a Record não hesita em cortar beijos LGBTQI+.

Por outro lado, alguns twitteiros não se mostraram surpresos, uma vez que a emissora é comandada por Edir Macedo, que é evangélico e declaradamente conservador.

0

Últimas notícias