Produtos diet, zero e light são cheios de um veneno chamado aspartame

Pesquisadores sugerem que a ingestão excessiva desses alimentos pode estar associada ao diagnóstico de alguns transtornos mentais

A indústria de alimentos vende no rótulo a ideia do “zero açúcar” e os consumidores acabam optando pelo produto com a sensação de estarem fazendo uma escolha saudável. O aspartame, entretanto, adoçante artificial muito usado em alimentos diet e light, tem poucas calorias mas está longe de ser saudável ao organismo.

A ciência vem alertando sobre os efeitos tóxicos dessa substância, pois, além de provocar doenças graves, ela pode alterar o sistema endócrino, causando desequilíbrios hormonais e metabólicos. Um dos exemplos mais comuns são as disfunções da tireoide — que normalmente vêm associadas ao ganho de peso.

Um estudo publicado em 2006, pelo European Journal of Clinical Nutrition, investigou os efeitos celulares causados diretamente e indiretamente pelo aspartame no cérebro. Pesquisadores sugerem que a ingestão excessiva desses alimentos pode estar associada ao diagnóstico de alguns transtornos mentais que comprometem a aprendizagem e o funcionamento emocional.

Conheça outros efeitos colaterais:

  • Dor de cabeça
  • Insônia
  • Tontura
  • Convulsões
  • Perda de memória
  • Náuseas
  • Dor abdominal
  • Alteração na visão
  • Diarreia
  • Alergias de pele
  • Depressão
  • Irritabilidade
  • Disfunções hormonais

O ideal é reeducar o paladar para o sabor natural dos alimentos. Mas, se você ainda não consegue, opte pelo uso do Stevia 100% ou xilitol — com moderação, obviamente. E por fim, fique atento aos rótulos: normalmente os produtos diet, zero, light, bebidas energéticas e demais industrializados estão cheios desse veneno chamado aspartame.