*
 
 

Um recente estudo provou o que as brasileiras já sabem há muito tempo: 75% a 80% da mulheres já tiveram a famosa Tensão Pré-Menstrual (TPM). A pesquisa, realizada com 860 voluntárias, de idade entre 18 e 35 anos, ainda provou que os sintomas atrapalham 60% delas a completarem as atividades diárias e domésticas. Além disso, 65% das entrevistadas se sentem prejudicadas no desempenho profissional.

De acordo com o levantamento, realizada em conjunto pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e o Centro de Pesquisa em Saúde Reprodutiva de Campinas (Cemicamp), uma queixa frequente das mulheres analisadas é o desejo intenso por doces com o objetivo de tentar controlar a irritação e depressão.

Essa alteração se deve a uma redução do neurotransmissor serotonina neste período, e a vontade seria uma tentativa de aumentar a produção natural do composto. Para monitorar o peso e a compulsão, observou-se que o uso do aminoácido L-Triptofano, ou seu metabólico principal, o 5-Hidroxitriptofano, pode ser muito útil para reduzir esses sintomas. Essas substâncias estão presentes em laticínios, carnes magras, peixes, banana, amendoim e nozes e tâmaras, por exemplo.

Para amenizar os sintomas, siga as dicas do site Essential Nutrition:

Evite comer durante a TPM:

» Açúcar, doces, geleia, mel (no máximo uma vez por semana);

» Sal e condimentos;

» Embutidos (salsicha, presunto etc.) e alimentos ricos em sódio, como molho inglês e caldos de carne, que promovem a retenção de líquido;

» Alimentos industrializados e enlatados;

» Café;

» Chocolate;

» Refrigerantes;

» Bebidas alcoólicas e tudo que contenha cafeína, pois aumenta a irritabilidade; e

» Alimentos ricos em gorduras saturadas, porque eles prejudicam a circulação.


Alimentos Liberados

» Água. Consuma bastante para evitar a retenção de líquido;

» Água de coco e chás de frutas, sem açúcar;

» Frutas, verduras, algas, leguminosas (feijão, grão de bico, ervilha, lentilha, vagem). Ricas em fibras;

» Carboidratos (batata, mandioca);

» Atum, salmão, sardinha, arenque, semente de linhaça, óleo. São ricos em ômega 3, melhoram a circulação, evitando os inchaços. O consumo pode ser diário;

» Leite fermentado e derivados (iogurte natural, queijo branco, coalhada). São ricos em cálcio, melhoram o funcionamento do intestino, reduzindo a sensação de inchaço;

» Vegetais verde-escuros, que também são ricos em cálcio e diminuem as cólicas, aumentando a disposição para enfrentar a rotina diária;

» Alimentos ricos em magnésio, como figo, aveia, beterraba, alcachofra, quiabo, abacate, banana — durante a menstruação e, especialmente, nos dias que a precedem;

» Azeite de oliva;

» Castanha-do-pará, castanha de caju, nozes, amêndoas, macadâmia, avelã e pistache; e

» Faça exercício físico.

Procure ajuda de um nutricionista para ajustes individuais.



 


docesTPM