Aprenda como fazer aeróbio e musculação no mesmo treino

Ao contrário do que muita gente imagina, dá para conciliar as duas atividades na mesma ida à academia

UnsplashUnsplash

atualizado 19/09/2019 10:05

Os avanços nos estudos da biologia molecular tornaram possível – e eficiente – combinar exercícios cardiovasculares e musculação na mesma sessão de treino.

Antigamente, as pessoas tinham muitas dificuldades em controlar os volumes (quantidades) e a intensidade do treino, por isso, tinham resultados negativos na combinação das atividades.

É fundamental saber dosar essas quantidades para obter efeitos positivos, conciliando ambos na mesma ida à academia.

Veja como:

Invista no HIIT

Faça pouco tempo de aeróbio, porém aplique uma intensidade alta. Um treino HIIT é uma alternativa. Na sequência, realize um treino de baixo volume na musculação.

Treinos curtos

Dar um intervalo de pelo menos 6 horas entre um treino e outro é o mais interessante. No entanto, como isso é difícil no cotidiano da maioria das pessoas, use a ideia de treinos curtos em relação ao volume para evitar interferência negativa. Assim, sua disponibilidade de energia para o pós-treino será melhor.

Baixo volume

Treinos com baixo volume ajudam a hipertrofiar muito mais que treinos de alto desgaste físico.

Vá de bike!

Segundo alguns estudos, a bicicleta ergométrica parece ser melhor que a esteira quando combinamos os dois treinos.

As afirmativas acima são baseadas em artigos científicos publicados entre 2016 e 2017, que analisaram, sob ótica recente, como podemos trazer resultados positivos treinando dessa forma.

SOBRE O AUTOR
Sabrina Mundim

Graduada em Educação Física pela Universidade Católica de Brasília (UCB), é especialista em Emagrecimento e Treinamento Resistido pela Universidade Gama Filho. Atualmente, colabora com o portal Metrópoles na coluna Na Medida.

Últimas notícias