“Muito emocionado”, diz Orlando Morais sobre plataforma de lives Showin

Espaço digital para transmissões musicais on-line será lançado oficial em 18 de setembro, com show de Morais e grandes convidados

atualizado 18/09/2020 16:45

Reprodução/Instagram

Em meio à pandemia e impedido de realizar eventos desde março, o mercado do entretenimento teve que se reinventar. E é dentro desse novo cenário que o cantor e compositor Orlando Morais está lançando, em sociedade com o empresário Dio Trotta, o Showin, plataforma para transmissões ao vivo na qual músicos podem cobrar os valores que desejarem por suas apresentações.

Para marcar o lançamento oficial, Orlando fará um show no dia 18 de setembro, a partir das 20h30. Todo o valor arrecadado com a transmissão será 100% destinado à campanha Show de Solidariedade, que apoia músicos, técnicos e profissionais do universo artístico em dificuldades financeiras.

O cantor conversou com a Coluna Leo Dias sobre a plataforma que será hub de conteúdos ao vivo dos mais diversos formatos, mas, fundamentalmente, dá aos artistas e produtores de conteúdo o potencial de gestão de seus recursos. A estreia, transmitida diretamente do jardim da família, em Brasília, às margens do Lago Paranoá, contará com convidados especiais como Seu Jorge, Margareth Menezes e as filhas e também cantoras Cleo, Antonia Morais e Ana Morais.

Você acredita que os shows à distância vieram para ficar?

Com certeza. É uma grande possibilidade para pessoas que não estão na mesma cidade verem um show. Eu acho que o “novo novo” muda tudo realmente. As pessoas não precisam viajar para ver uma apresentação, podem assistir das suas casas. Então eu acredito que sim.

Já há uma agenda de shows e eventos dentro da plataforma? Qual?

O primeiro grande evento que a gente está fazendo é o meu show. A gente tem muitas coisas que virão, é uma plataforma muito robusta, não foi fácil de fazer, e como o cuidado da gente para que tudo dê certo é muito grande, a gente está marcando tudo, estudando todas as maneiras. Porque ela vem não só para os artistas, mas para todas as pessoas que fazem palestras, cursos, é uma grande abertura de comunicação.

O que você espera do projeto?

O meu sonho é que todo mundo possa ser feliz, ganhar seu dinheiro, mostrar seu trabalho, fazer suas palestras, mostrar seus cursos, lançar seus livros, seus filmes, suas peças de teatro. Eu quero que os profissionais tenham visibilidade e que seja muito bom para todos.

Como o público pode ajudar o setor do entretenimento nesse momento?

Eu acho que qualquer ideia para ajudar o pessoal do entretenimento agora é muito bem-vinda. Nessa live, por exemplo, toda renda vai ser destinada ao Show de Solidariedade, campanha que ajuda os técnicos, os artistas, os produtores. E outros artistas vão usar a plataforma para ganhar, o que é normal. Artista tem que ganhar dinheiro, tem que pagar as suas contas.

O que significa para você, nesse momento, cantar com suas filhas neste projeto?

Cantar com as minhas filhas me deixa com o coração na ponta na língua, é muito emocionante para mim e para elas. A gente fez um ensaio e foi quase um chororô. É aquela coisa, eu sou o pai, quero que elas fiquem da maneira mais confortável no palco, quero que elas se sintam bem… E se eu tiver que virar o chão para que elas fiquem felizes, eu viro o chão.

Poderia dar um spoiler do repertório?

Eu vou cantar com a Antonia uma música minha que ela adora, Poderoso Chefão. Com a Ana eu vou cantar O Circo, uma parceria minha com Antônio Cícero, que ela também adora. Areia firme, primeira letra que a Cleo escreveu, que eu gravei tem uns 15 ou 16 anos, vou cantar com ela. Com Seu Jorge eu vou cantar alguns sambas e depois também ele vai cantar algumas músicas pra gente. Com a Margareth eu vou cantar algumas coisas da Bahia, depois ela canta algumas coisas dela. Eu estou muito emocionado, muito feliz de nesse momento lançar uma plataforma, um meio de comunicação, e poder fazer essa live aqui do jardim da minha casa e me comunicar com as pessoas.

Estamos vivendo um momento histórico, que vai definir os hábitos de consumo não só durante esse período, mas a partir de agora, no mundo todo. As inovações tecnológicas vêm para ficar e se apresentam como formas complementares de entretenimento.

O valor dos ingressos e o tamanho das salas de exibição são definidos para cada evento e as transmissões por streaming são acessíveis pelo site, em qualquer computador ou tablet. E também pelo celular, através dos aplicativos disponíveis na Apple Store e no Google Play. Dentro da plataforma, o usuário pode adquirir ingressos, além de comprar e doar Winns, a moeda oficial do Showin.

O projeto é fruto da sociedade entre o cantor e compositor Orlando Morais e o empreendedor e investidor Dio Trotta. Segundo Dio, o Showin e as novas plataformas de streaming que surgirão aqui e ao redor do mundo vão acabar com as fronteiras de intercâmbio cultural.

“Mesmo quando voltarem os grandes concertos, o público vai continuar querendo assistir ao vivo a shows que estão acontecendo em outras cidades, outros países, numa experiência que vai se aprimorar tecnicamente cada vez mais”, diz.

Últimas notícias