Conheça a advogada que representa Andressa Suita no processo de divórcio

A doutora Maria Luiza Póvoa Cruz é referência desde o início de sua carreira na magistratura

atualizado 16/10/2020 14:15

Reprodução

Andressa Suita está sendo representada pela advogada Maria Luiza Póvoa Cruz no processo de divórcio de Gusttavo Lima que corre na Vara de Famílias e Sucessões da cidade de Bela Vista, Goiás. A coluna Leo Dias revela, agora, as competências da magistrada, que também atende nomes como Bruno e Marrone. A doutora Maria Luiza Póvoa Cruz é referência desde o início de sua carreira na magistratura, em virtude de seu posicionamento vanguardista nas causas que permeiam o Direito Civil.

O escritório tem como diferencial a multidisciplinaridade e atua nas áreas Civil, Patrimonial, Empresarial e Sucessões e Família. Fundou o escritório Maria Luiza Póvoa Cruz e Advogados Associados em 2010, dedicado a consultoria, assessoria e advocacia especializadas e, além destes, na defesa de direitos e proteção patrimonial familiar ou empresarial.

0

A advogada tem um currículo extenso: é bacharel em Direito pela Universidade Federal de Goiás, pós-graduada em Direito Constitucional (1989) e em Direito Penal e Processual (1990), na Academia de Polícia Civil, em Goiânia. Em 2005, fez pós-graduação latu sensu em Docência Universitária na Universidade Salgado de Oliveira.

Na magistratura, também atuou como juíza substituta em Israelândia (1989), juíza em Guapó (1990), juíza substituta em Goiânia (1991) e juíza em Ipameri (1992 a 1997), todas cidades goianas. Foi membro do Colegiado Recursal da Comarca de Catalão (1993) e, em Goiânia, atuou novamente como juíza no 1º Juizado Especial Cível.

A partir de 1999, tornou-se titular da 2ª Vara de Família e Sucessões. É membro da Comissão de Formação inicial para Juízes de Direito Substitutos, do Tribunal de Justiça de Goiás, da Associação dos Magistrados de Goiás e da Escola Superior da Magistratura de Goiás desde 2005. Além disso, em 2003, foi eleita Mulher Destaque pelo trabalho na área dos direitos humanos em Goiás, conferido pelo Clube Soroptimist Internacional. Maria também é Membro do Instituto Brasileiro de Direito de Família, onde ocupou a vice-presidência da entidade no período de 2003 a 2007, ocasião em que se tornou presidente.

Últimas notícias