*
 
 

O senador Cristovam Buarque (PPS) está no limite. Tudo porque a terceira via, grupo que ele coordena com seis partidos, não chegou ainda a uma definição sobre a chapa majoritária e proporcional. Nesta quarta-feira (4/7), sentenciou: “Definimos ou definhamos”.

Por enquanto, só foram anunciadas duas pré-candidaturas: a do próprio Cristovam para reeleição, e a do deputado federal Izalci Lucas (PSDB) para o cargo de governador. O objetivo era que o PRB indicasse o vice do grupo, mas, até agora, não há unidade para apontar um nome.

Representantes do PSDB, PPS, PRB, PSD, DC e PSC, siglas integrantes da terceira via, se reúnem quase todos os dias, normalmente no gabinete ou na casa do senador. Às vezes, os encontros se estendem por muitas horas e o parlamentar até deixa o grupo sozinho para ir a outros compromissos.

Nesta quarta (4), a Executiva do PRB-DF se encontra com a direção nacional para decidir o futuro da legenda nas eleições. No mesmo momento, Cristovam tenta direcionar aliados a uma definição. Com o senador, estavam o deputado federal e articulador do grupo, Rogério Rosso (PSD), o vice-governador do DF, Renato Santana (PSD) e Izalci Lucas (PSDB).



 


Cristovam Buarqueterceira via